Crédito rotativo do cartão de crédito tem primeira queda em 33 meses.

17/10/2012

Caiu em média 2,62% a taxa de juros cobrada sobre a rolagem da dívida nos cartões de crédito em setembro sobre agosto, que passou de 10,69% para 10,41% ao mês. Esta foi a primeira queda em 33 meses. Os consumidores que entram no rotativo do cartão de crédito, pagam cerca de 228,17% ao ano de correção sobre o valor do débito. Essas informações são da Pesquisa de Juros da Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade) que indica também uma queda de juros em outras modalidades de crédito.


Segundo levanto dessa pesquisa, os juros no comércio foram reduzidos em 7,69%, a menor taxa histórica desde 1995. Os estabelecimentos estavam cobrando em média, no mês de setembro 4,20% ao mês e 63,84% ao ano, ante o mês de agosto: 4,55% ao mês e 70,56% ao ano. As seis modalidades de crédito a pessoas físicas caíram, ou seja, a sétima redução consecutiva com variação de 5,81% ao mês e 96,93% ao ano ante 6,02% ao mês e 101,68% ao ano, sendo assim também a menor taxa desde 1995.

 


A taxa ficou em 7,95% ao mês e 150,4% ao ano, ante 8,05% ao mês e 153,22% ao ano no cheque especial. O percentual sobre financiamentos de automóveis passou de 1,7% para 1,54% ao mês e de 22,42% para 20,13% ao ano. Houve recuo nos bancos de 3,45% para 3,27% ao mês e 50,23% para 47,13% ao ano.

 


Constatou-se também diminuição de juros em três linhas de crédito para empresas. A taxa mensal ficou, em média, 3,31% ante 3,44% ao mês e 47,81% ante 50,06% ao ano, menos variação desde 1999.

 


Aponta ainda que a Selic, taxa básica de juros, caiu em cinco pontos percentuais entre julho e setembro, assim passou de 12,5% ao ano para 7,5% ao ano. Neste período, tiveram redução de 24,18 pontos percentuais os juros cobrados sobre pessoas físicas passando de 121,21% para 96,93% ao ano. Nas empresas a diminuição foi de 13,2 pontos percentuais passando de 61,03% para 47,81% ao ano.
 

 

 

 

Fonte: Agência Brasil, Repórter: Marli Moreira