Diretor do BC diz que falta transparência sobre o que clientes pagam aos bancos

23/10/2012

Cinco anos depois de padronizar e limitar as tarifas que os bancos podem cobrar, o Banco Central agora está de olho nos valores dos serviços reunidos nos pacotes e disseminados entre os clientes. Em entrevista à Folha, o chefe do Departamento de Normas do BC, Sérgio Odilon, explica que o objetivo é ver se há distorções entre os valores das tarifas divulgados pelos bancos e o cobrado de fato.


Caixa Econômica Federal reduz tarifas para instituições de ensino superior Itaú segue bancos públicos e reduz tarifas de serviços.  Os pacotes oferecidos pelas instituições, segundo ele, dificultaram a avaliação do resultado das mudanças promovidas pelo governo. Ele afirma que não é objetivo tabelar ou intervir no mercado. Diz ainda que os clientes precisam tratar os bancos como qualquer outro estabelecimento comercial, reclamando se algo não foi satisfatório e denunciando vendas casadas. Odilon alerta, também, para as ofertas na hora da portabilidade.



 

Fonte: Uol - SHEILA D AMORIM