Queda de preços de legumes e hortaliças diminui inflação

17/06/2013

Na segunda prévia do mês de junho o IPC-S (Índice de Preços ao Consumidor Semanal) obteve alta de 0,43%, representando um recuo de 0,05 ponto percentual sobre o resultado anterior de 0,48%. Segundo pesquisa do IBRE (Instituto Brasileiro de Economia) cinco dos oito grupos indicaram queda no ritmo de correções.


O grupo de alimentação teve o principal decréscimo de 0,65% para 0,41%, graças à influência dos legumes e hortaliças, que passaram de -0,78% para -3,01%. O grupo de vestuário passou de 1,12% para 0,73%; saúde e cuidados pessoais de 0,6% para 0,53%; educação, leitura e recreação de 0,35% para 0,27% e por fim telefonia fixa e internet de 1,03% para 0,39%.


Já nos outros grupos ocorreram avanços: transportes de 0,01% para 0,19%; habitação de 0,59% para 0,63% e despesas diversas de 0,01% para 0,05%.


Quantos aos itens de maior influência na variação do IPC-S desse período foram: mamão papaya de 30,83% para 18,77%; tarifa de ônibus de -0,13% para 1,12%; aluguel residencial de 0,89% para 0,87%; refeições em bares e restaurantes de 0,64% para 0,50% e o leite longa vida de 3,68% para 3,58%.

Fonte: Agência Brasil