Atraso no pagamento não cancela Seguro de Vida

05/07/2006

Seguradora não pode cancelar seguro de vida por atraso no pagamento das parcelas. Essa foi uma decisão da 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Goiás, em julgamento da Companhia de Seguros do Estado de São Paulo (Cosesp). A seguradora não pagou o seguro de vida de aproximadamente R$ 34.700, contratado por Sílvio Terra, para sua esposa Terezinha Silveira Terra e filhos, desde setembro de 2004, ocasião de sua morte.

A Cosesp alegou que o não pagamento do seguro aconteceu devido ao atraso das parcelas referentes aos meses de junho e julho de 2004, e ressaltou que ambas só foram quitadas após a morte do segurado, com o objetivo de reabilitação da cobertura.

Mas ficou decidido que o fato de o pagamento do seguro ser efetuado em conta corrente, demonstra a impossibilidade do segurado, já doente, de regularizar sua situação financeira junto ao banco. Portanto, é plenamente justificável o último inadimplemento, até porque os familiares certamente se viam abalados em decorrência da moléstia de ente querido. Seria uma aberração imaginar que depois de anos pagando o seguro, um simples atraso de dois dias ensejaria no cancelamento imediato do contrato de seguro de vida.

Fonte: Sincor-SP