Governo terá linha de crédito para empresas com dívidas em dólares

14/01/2009
Brasília - O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, anunciou hoje (14), em Nova York, um programa de concessão de crédito para empresas brasileiras que tenham dívidas em dólar. O programa, de acordo com Meirelles, visa suprir uma demanda por crédito, que atualmente gira em torno de US$ 20 bilhões. A linha de crédito deverá começar a funcionar até o final de janeiro e deverá prosseguir até o final deste ano. “Essa medida tem o objetivo de trazer a normalidade na oferta de crédito para as companhias exportadoras brasileiras. Todas as empresas brasileiras que têm empréstimos vencendo no exterior vão ter também acesso aos recursos das reservas, que serão aplicadas em bancos que emprestarem exclusivamente para essas empresas”, destacou o presidente do Banco Central, após participar de uma reunião organizada pela Câmara Brasileira-Americana de Comércio. Na reunião, Meirelles procurou tranqüilizar os investidores, afirmando que o Brasil ocupa uma posição privilegiada em relação aos demais países para o enfrentamento da crise. "Falei sobre o fato de o Brasil estar muito melhor posicionado do que um monte de países e depois descrevi as medidas do governo visando exatamente preservar a economia através das medidas que interessam às diversas áreas de contágio”, contou Meirelles. Ele citou três pontos da economia brasileira vulneráveis à crise mundial e afirmou que o governo está atento para tomar medidas com o objetivo de sanar os problemas nesses quesitos. “A crise mundial é severa, impacta todos os países. Impacta o Brasil através de três canais: o canal de crédito internacional, o canal da confiança, que influencia consumidores, bancos, empresários e investidores, e o canal do comércio exterior, com a queda das exportações no mundo todo em função da crise global”, destacou Henrique Meirelles.

Fonte: Agência Brasil