Juros de operações de crédito caem pelo terceiro mês consecutivo

12/05/2009
Brasília - No mês de abril, com a exceção das taxas de juros do cartão de crédito para a pessoa física que ficou inalterada (10,68% ao mês e 237,93% ao ano), todas as demais taxas de juros das operações de crédito foram reduzidas. Foi a terceira redução consecutiva das taxas. A informação é da Associação Nacional de Executivos de Finanças Administração e Contabilidade (Anefac). A taxa de juros média geral para pessoa física apresentou uma redução de 0,06 ponto percentual. Os juros cobrados passaram de 7,39% ao mês (135,27% ao ano) em março para 7,33% ao mês (133,70% ao ano) em abril. Na pesquisa da Anefac, esta é a menor taxa de juros média desde maio de 2008. “Este fato pode ser atribuído tanto pela redução da taxa básica de juros que foi reduzida novamente em abril de 2009, bem como pela certeza que o mercado financeiro tem de que o Banco Central vai continuar reduzindo a Selic”, diz a Anefac em nota. Para as pessoas jurídicas, a taxa de juros média geral apresentou uma redução de 0,06 ponto percentual no mês, passando de 4,27% ao mês (65,16% ao ano) em março de 2009 para 4,21% ao mês (64,03% ao ano) em abril deste ano. Essa é a menor taxa de juros média desde maio de 2008. Enquanto a taxa básica de juros, a Selic, teve uma redução de 9,5 pontos percentuais, de setembro de 2005 a abril deste ano, os juros médios cobrados das famílias (pessoas físicas) pelos bancos teve uma redução de 7,42 pontos percentuais. A taxa passou de 141,12% para 133,70% ao ano, nesse período. Já a Selic passou de 19,75% para 10,25% ao ano. Nas operações de crédito para as empresas (pessoas jurídicas) houve uma redução de 4,20 pontos percentuais de 68,23% ao ano em setembro de 2005 para 64,03% ao ano em abril deste ano, “ficando evidente que não foram repassadas integralmente todas as quedas da taxa básica de juros”.

Fonte: Agência Brasil