Novas regras da poupança agradam governistas

13/05/2009
Brasília - As novas regras para a poupança anunciadas hoje (13) (http://www.foregon.com/conteudo/noticias.asp?nc=314) agradaram aos líderes dos partidos aliados do governo na Câmara dos Deputados. Para o líder do PT, deputado Cândido Vaccarezza (SP), as novas regras vão ajudar muito o país e contribuirão para acabar com a especulação financeira nas aplicações em poupança. “A poupança é um instrumento de aplicação de pequenos poupadores. Com a queda dos juros e da inflação, a poupança começou a ter um ataque especulativo de grandes poupadores”, disse Vaccarezza. Segundo ele, a medida visa aprimorar o sistema de poupança no Brasil, garantindo que as pessoas que tem até R$ 50 mil na poupança vão continuar nas regras atuais e as que tem mais de R$ 50 mil vão pagar um imposto sobre a aplicação que ultrapassar esse valor. Vaccareza informou, ainda, que existem atualmente no Brasil cerca de 80 milhões de aplicadores em cadernetas de poupança e que desses apenas 800 mil, 1%, tem mais de R$ 50 mil em depósitos nas cadernetas. O líder do PMDB, deputado Henrique Eduardo Alves (RN), também elogiou a medida e disse que ela vai beneficiar as pessoas que tem até R$ 50 mil na poupança, porque vai impedir a entrada dos especuladores nesse tipo de aplicação. Segundo ele, “99% dos poupadores, que tem na caderneta de poupança um instrumento de sobrevivência e de economia estão preservados”.

Fonte: Agência Brasil