Juros bancários têm quinta queda consecutiva, aponta Procon-SP

21/05/2009
São Paulo - Os juros do cheque especial e de empréstimos pessoais caíram pela quinta vez consecutiva, segundo levantamento realizado com dez instituições financeiras, nos dias 5 e 6 de maio, pela Fundação Procon-SP e divulgado hoje (21). Entre os bancos pesquisados, oito reduziram a taxa cobrada para empréstimo pessoal, com uma queda média de 0,17 ponto percentual. Em abril, a média foi de 5,74% e neste mês ficou em 5,57%. Em relação à taxa de dezembro do ano passado, quando a média era de 6,25%, a diminuição chega a 0,68 ponto percentual. Para o cheque especial, os juros médios ficaram em 8,89% em maio, ante 9,03% em abril, o que representa uma queda de 0,14 ponto percentual. A redução foi verificada em sete dos dez bancos pesquisados. O Procon alerta que, apesar da resposta positiva do mercado para as medidas de incentivo à concorrência bancária e da queda da taxa básica de juros (Selic), as taxas cobradas pelos bancos continuam altas. Antes de pedir empréstimo, o consumidor deve avaliar sua capacidade de pagamento e o custo total da operação. A pesquisa foi feita no Banco do Brasil, Bradesco, na Caixa Econômica Federal, no HSBC, Itaú, na Nossa Caixa, no Real, Safra, Santander e Unibanco.

Fonte: Agência Brasil