Taxa de juros cai e inadimplência aumenta para empresas

27/05/2009
Brasília - O Banco Central constatou redução nas taxas de juros cobradas de pessoas físicas e jurídicas e aumento da inadimplência para as empresas de março para abril. Dados divulgados hoje (27) pelo BC indicam que a taxa de inadimplência média subiu de 5% para 5,2%. Para as pessoas jurídicas, a taxa passou de 2,6% para 2,9% e para as famílias (pessoas físicas), de 8,4% para 8,2%. A inadimplência refere-se ao percentual em atraso acima de 90 dias em relação ao total. A taxa média de juros cobrada das empresas teve ligeira queda de 0,1 ponto percentual de março para abril (28,8% ao ano). Para as famílias, os juros anuais caíram de 50,1% para 48,8%. A taxa do cheque especial diminuiu de 158,6% para 156,3% ao ano. Já o crédito para a compra de carros subiu 0,1 ponto percentual e chegou a 19,5% ao ano em abril. No caso do crédito pessoal, que inclui operações consignadas em folha, a redução foi de 40,5% em março para 38,5% em abril. O prazo médio dos empréstimos caiu de 368 para 366 dias corridos. Para as empresas, o prazo passou de 281 para 273 dias corridos e para as famílias, de 488 para 491 dias corridos. O spread (diferença entre taxa de captação e a cobrada do tomador final) caiu de 28,5 para 28,2 pontos percentuais. Para as empresas passou de 18 para 18,3 pontos percentuais e para as famílias, de 39,8 para 38,5 pontos percentuais.

Fonte: Agência Brasil