Mantega nega retomada de cobrança de IOF em investimentos estrangeiros em renda fixa

29/05/2009
Brasília - O ministro da Fazenda, Guido Mantega, negou, por meio de sua assessoria, a notícia publicada hoje (28) na imprensa sobre discussões no governo para a retomada da cobrança do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) nos investimentos estrangeiros em renda fixa, dirigidos sobretudo à compra de títulos públicos. Segundo o ministro, o governo não está cogitando implantar o IOF para nenhuma modalidade de aplicação, já que e entrada de capitais é positiva. Esse movimento, indicou, mostra que o país é confiável. O ministro disse ainda que o fluxo de renda fixa dos estrangeiros é baixo e, por isso mesmo, não justificaria, como foi publicado, a implantação do IOF. Isso poderia, inclusive ser um sinal negativo para esse fluxo de capitais. Mantega considerou “equivocada” a informação. Ele enfatizou também que o Ministério da Fazenda não cogita mexer no IOF neste momento, principalmente para os títulos públicos. Segundo ele, o governo quer sim a compra desses papéis por estrangeiros e não há interesse em reduzir esse fluxo. O ministro lembrou que em outros países há saída de capitais, mas que no caso do Brasil a situação é inversa, com entrada de recursos. Mantega acrescentou que o fluxo está positivo e o governo não pretende “atrapalhar esse situação favorável”.

Fonte: Agência Brasil