Lula reclama de juros cobrados pelo uso do cheque especial e do cartão de crédito

27/10/2009
Brasília - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva reclamou hoje (27) que os juros cobrados no cheque especial e no cartão de crédito são altos. O Banco Central divulgou hoje (27) dados que mostram que os juros cobrados pelo uso do cheque especial subiram para 162,7% ao ano. “Quem tem cartão de crédito é o setor médio da sociedade que precisa aprender que a gente só vai moralizar o cartão de crédito no dia em que formos mais exigentes conosco na utilização do cartão. O juros do cartão de crédito são muito altos e do cheque especial também”, afirmou Lula aos jornalistas, depois da posse da nova turma do Programa Aprendiz do Banco do Brasil. Lula contou que a primeira vez que usou o cheque especial achou que o banco o considerava cliente especial. Depois de não conseguir pagar os juros do empréstimo, percebeu o engano. “Quem vai cuidar do cheque especial são os detentores do cheque especial. A primeira vez que eu ganhei um cheque especial, achei que era gente fina. No primeiro mês, que eu não pude pagar, percebi que não era cliente preferencial coisa nenhuma. Estava sendo ali quase que assaltado”, relatou. O presidente participou do lançamento da nova versão do Programa Aprendiz do Banco do Brasil, que contrata adolescentes de famílias com renda de até meio salário mínimo, que estejam cursando o 8º ano do ensino fundamental e que tenham bom desempenho escolar. Os jovens trabalham por dois anos no banco e recebem um salário mínimo, além de ajuda para custear o transporte e a alimentação. O objetivo é estimular a inserção de adolescentes no mercado de trabalho. O programa atende a 4,3 mil adolescentes. O presidente do banco, Aldemir Bendini, afirmou que a meta é expandir o programa para chegar a 10 mil jovens. Edição: Rivadavia Severo

Fonte: Agência Brasil / Repórter: Carolina Pimentel