Caixa fecha 2009 com o dobro de crédito concedido para construção e compra da casa própria

27/01/2010
São Paulo - A Caixa Econômica emprestou 71% do total do crédito imobiliário do mercado financeiro em 2009. Foi a maior contratação habitacional da história do banco. O volume de crédito foi 102% superior ao de 2008 e 9,4 vezes maior que o realizado em 2003, segundo dados divulgados hoje (27) pela Caixa. O volume de financiamentos fechou o ano em R$ 47,05 bilhões, dos quais R$ 14,1 bilhões se destinaram ao programa Minha Casa, Minha Vida. Foram beneficiadas 896.762 famílias, sendo 275.528 delas no âmbito do programa governamental. Em São Paulo, foram financiados 181.217 imóveis no valor total de 12,2 bilhões. No Minha Casa, Minha Vida, foram contratadas 168.926 propostas de construção de novas unidades que atendem famílias com renda de até três salários mínimos, 42% da meta do governo federal. Os dados indicam, ainda, que os empréstimos para o financiamento de imóvel novo ou na planta, com recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), alcançaram R$ 9,4 bilhões, 109% a mais do que no ano anterior. Foram financiadas 144.309 unidades, 31% a mais do que em 2008. Os recursos destinados para o financiamento de imóveis usados passaram de R$ 5,74 bilhões para R$ 7,84 bilhões em 2009, representando um aumento de 36%. Somando as duas modalidades - construção de casas novas e compra de imóveis usados - o financiamento com o FGTS subiu 65% no ano passado. Com a poupança, o valor utilizado foi de R$ 19,4 bilhões, 108% a mais do que em 2008, com o financiamento de 153.181 unidades. O vice-presidente de Governo da Caixa, Jorge Fontes Hereda, afirmou que os resultados podem ser atribuídos à resposta firme do governo à crise econômica internacional, principalmente na área de construção civil, habitação e de crédito imobiliário. “O programa Minha Casa, Minha Vida ajudou muito também, criando um ambiente de confiança dos mutuários de comprarem sua habitação e criando um ambiente de confiança no empresariado no sentido de lançar novos empreendimentos e terem a confiança de investir”, avaliou. De acordo com a Caixa, em 2010, deve continuar havendo crescimento nos financiamentos para a habitação, já que até o dia 21 de janeiro foram realizadas mais de 10 milhões de simulações com 145 mil acessos diários. Segundo os dados, esse é o terceiro melhor desempenho em termos de média diária de acessos, perdendo apenas para abril e maio de 2009, quando a Caixa começou a operar o programa Minha Casa, Minha Vida. “A meta para este ano é a de financiarmos 1 milhão de unidades no programa, até o final do ano. Capacidade operacional nós temos e as propostas estão chegando melhores. Temos um aprendizado que se concluiu e vamos entrar em velocidade de cruzeiro para chegar a esse 1 milhão. Vamos fazer o máximo que pudermos para contratar, todos os meses, as propostas que estejam em condição de serem contratadas dentro da Caixa.” -- Flávia Albuquerque Repórter da Agência Brasil - SP Edição: Lana Cristina

Fonte: Agência Brasil / Repórter: Flávia Albuquerque