BC estima que relação crédito PIB chegue a 49% neste ano

23/03/2010
Brasília - O Banco Central espera que a proporção entre o volume de crédito e o Produto Interno Bruto (PIB), soma de bens e serviços produzidos no país, chegue a 49% no final do ano. A projeção anterior, divulgada em dezembro do ano passado pelo diretor de Política Econômica, Mario Mesquita, era de 48%.

O volume total das operações de crédito do sistema financeiro ficou em R$ 1,435 trilhão em fevereiro, com expansão de 0,8% na comparação com janeiro.

Esse volume corresponde a 44,9% do PIB, ou seja, praticamente estável comparada a janeiro (45%), entretanto mais alta na comparação com fevereiro de 2009 (40,7%).

A expectativa de crescimento do volume de crédito para o ano é de 20% em relação ao ano passado, a nmesma de dezembro. O crescimento projetado para a oferta de crédito tanto de bancos públicos quanto de nacionais privados é de 23%. Na projeção de dezembro, esse crescimento era de 17,1% para os públicos e 20,4% para os privados nacionais. A projeção para os bancos privados estrangeiros é de crescimento de 8%, contra 24,5% previstos anteriormente.

Para o chefe do Departamento Econômico do Banco Central, Altamir Lopes, a expectativa de crescimento do volume de crédito neste ano não é tão forte a ponto de preocupar, mas também não é fraca, pois deve impulsionar o crescimento econômico.

“O crédito vai continuar sustentando a economia a taxas razoáveis que dão uma dinâmica boa para a economia”.

Edição: Tereza Barbosa

Fonte: Agência Brasil / Repórter: Kelly Oliveira