Copom indica que poderá haver aumento de juros em abril

25/03/2010
Brasília - A maioria dos membros do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central entendeu ser mais prudente aguardar a evolução do cenário macroeconômico até a próxima reunião, em abril, para então dar início ao ajuste da taxa básica de juros, a Selic.

A informação consta da ata da última reunião do colegiado, realizada na semana passada, quando ficou decidido manter a Selic, em 8,75% ao ano. Nessa reunião, foram 5 votos a favor da manutenção da taxa e 3 pela elevação da Selic em 0,5 ponto percentual.

Segundo a ata, a maioria dos integrantes do Copom avaliou o fato de que já está em curso o processo de retirada dos incentivos à economia introduzidos durante a crise financeira internacional, com a adoção de medidas como o aumento de depósitos compulsórios e o fim de estímulos tributários. Por isso, seria possível manter os juros básicos naquele momento.

Por outro lado, informa o documento, os demais membros do comitê entenderam que as projeções de inflação e o balanço de riscos considerado justificariam o início do ajuste já na reunião da semana passada.

Apesar de a decisão de aumentar a Selic ainda não ter acontecido na reunião deste mês, a ata mostra que houve consenso entre os membros do comitê quanto à necessidade de se implementar um ajuste na taxa básica de juros, para conter descompasso entre expansão da demanda doméstica (procura por bens e serviços) e a capacidade produtiva da economia, bem como o aumento das expectativas de inflação.

A próxima reunião do Copom está marcada para os dias 27 e 28 de abril.

Edição: Tereza Barbosa

*Matéria alterada para atualização

Leia Mais:

Copom mantém previsão de que preços da gasolina e da energia elétrica não vão subir este ano



Fonte: Agência Brasil / Repórter: Kelly Oliveira