Mantega avisa que não permitirá sobrevalorização do real

15/09/2010
Rio de Janeiro - O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou hoje na Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) que o governo está atento à movimentação dos demais países na área cambial e vai atuar para não deixar que haja uma valorização ainda maior do real. A cotação do real frente ao dólar atingiu, esta semana, o menor nível desde novembro do ano passado.

Mantega avaliou que está ocorrendo uma “operação orquestrada” nas economias asiáticas para a desvalorização das moedas. O mesmo estaria ocorrendo, segundo o ministro, em relação aos Estados Unidos e à Europa, que “têm uma estratégia para sair da crise com exportação”.

O ministro afirmou que o Brasil “não vai ficar assistindo a este jogo”, onde o país que consegue desvalorizar sua moeda consegue obter vantagens comerciais e ampliar a capacidade de competir num mercado global. O ministro só não disse como pretende impedir que o dólar continue caindo aqui no Brasil ante o real. No Brasil, a política cambial está baseada na livre flutuação das moedas.

Na avaliação de Guido Mantega, os brasileiros têm demonstrado grande habilidade para transformar dificuldades em oportunidades. “A última crise mostrou como podemos fazer isso. O Brasil saiu fortalecido da crise porque soube aproveitar as oportunidades”.

Edição: Vinicius Doria

Fonte: Agência Brasil / Repórter: Alana Gandra