TJLP é mantida em 6% ao ano, no menor nível da história

29/09/2010
Brasília – A taxa de juros de longo prazo (TJLP) foi mantida em 6% ao ano, o menor nível da história. O índice foi definido hoje (29) pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) em reunião extraordinária. Era esperado que a taxa só fosse divulgada amanhã (30), na reunião mensal do conselho.

A TJLP é usada nos financiamentos concedidos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A cada três meses, o CMN fixa o nível da taxa para o trimestre seguinte. O conselho é composto pelos ministros da Fazenda, Guido Mantega; do Planejamento, Paulo Bernardo, e pelo presidente do Banco Central, Henrique Meirelles.

A TJLP está no mesmo patamar desde junho do ano passado, quando foi reduzida como medida de estímulo à economia, durante acrise financeira internacional. Anteriormente, a taxa havia ficado em 6,25% ao ano por oito trimestres.

Criada em 1994, a TJLP é definida como o custo básico dos financiamentos concedidos ao setor produtivo pelo BNDES. A taxa é definida com base na meta de inflação calculada proporcionalmente aos 12 meses seguintes ao primeiro mês de sua vigência e um prêmio de risco, que segue o risco país.

De acordo com o Banco Central, a decisão foi antecipada porque o valor da taxa precisa ser publicado na edição de amanhã do Diário Oficial da União. Isso ocorre quando a reunião ordinária do CMN cai no último dia do trimestre. Se a decisão ficasse para amanhã, a TJLP só seria publicada em 1º de outubro, início do trimestre seguinte.

Edição: Nádia Franco

Fonte: Agência Brasil / Repórter: Wellton Máximo