Banco Central mantém em 7,3% projeção de crescimento da economia neste ano

30/09/2010
Brasília - O Banco Central manteve a perspectiva de crescimento da economia em 2010 de acordo com o Relatório de Inflação do terceiro trimestre divulgado hoje (30). A projeção estimada de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) ficou em 7,3%, mesma estimativa registrada no relatório do segundo trimestre.

A estimativa do BC incorpora a perspectiva de que o setor externo deverá exercer contribuição anual negativa de 2,6 pontos percentuais no índice, “hipótese consistente com as perspectivas de maior crescimento da economia brasileira, comparativamente aos principais parceiros comerciais do país”, registra o relatório. Os técnicos do Banco Central também informaram que a atividade econômica seguiu tendência de expansão, embora menos intensa, no segundo trimestre de 2010 e no início do terceiro trimestre.

Outro fator destacado pelo relatório, no item nível de atividade da economia brasileira, é que a recuperação dos investimentos “segue evidenciando as perspectivas favoráveis em relação ao crescimento da economia”. Nesse sentido também são destaque: a redução do valor do dólar sobre os preços de máquinas e equipamentos importados, o desenvolvimento de obras de infraestrutura e as melhores condições de crédito para o setor da construção civil.

Além disso, diz o relatório, “a trajetória do consumo das famílias no restante do ano deverá seguir sustentada pelos crescimentos da massa salarial e da confiança do consumidor e pelas condições favoráveis do mercado de crédito”. Dessa forma, os técnicos do BC concluem que os problemas da economia mundial não deverão exercer impactos significativos sobre “a sustentabilidade do atual ciclo expansionista da economia brasileira”.


Edição: Lílian Beraldo

Fonte: Agência Brasil / Repórter: Daniel Lima