Importações voltam a bater recorde e baixam saldo comercial em novembro

01/12/2010

As importações somaram US$ 17,37 bilhões em novembro deste ano, o equivalente a US$ 868 milhões por dia útil, e, com isso, bateram recorde histórico, segundo números divulgados nesta quarta-feira (1º) pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).
A série histórica divulgada pelo Ministério tem início em janeiro de 2003. Até o momento, o maior valor para importações em um mês havia sido registrado em setembro deste ano, com US$ 17,74 bilhões importados e média diária de compras do exterior de US$ 846 milhões. A comparação pela média diária é considerada mais apropriada por especialistas.
O dólar barato e o crescimento do emprego e da renda, junto com a elevação dos investimentos, segundo economistas, são o combustível para o forte crescimento das importações neste ano. Com o dólar em um nível considerado baixo, as compras do exterior ficam mais baratas, enquanto as exportações brasileiras se tornam mais caras.
Já as exportações, segundo dados do governo, somaram US$ 17,68 bilhões no mês passado, ou US$ 884 milhões por dia útil. Com isso, ficaram abaixo de outubro (US$ 919 milhões por dia útil) e setembro (US$ 896 milhões de média diária) deste ano.
Com o forte crescimento das importações no mês passado, superávit da balança comercial brasileira (exportações menos importações), somou US$ 312 milhões em novembro. Esse é o segundo pior saldo comercial de 2010, perdendo apenas para o mês de janeiro - quando foi registrado um déficit de US$ 177 milhões.
No acumulado de janeiro a novembro de 2010, o superávit da balança comercial brasileira somou US$ 14,93 bilhões, com queda de 35,4% frente ao mesmo período do ano passado (US$ 23,1 bilhões), informou o Ministério do Desenvolvimento.
Números do governo mostram que as compras do exterior também avançaram, na parcial de 2010, a um ritmo bem mais forte do que as exportações brasileiras. De janeiro a novembro, as importações somaram US$ 166 bilhões, ou US$ 728 milhões por dia útil. Já as vendas ao exterior totalizaram US$ 180,99 bilhões no acumulado deste ano, o equivalente a US$ 793 milhões por dia útil. Em 2010, as importações subiram 43,9%, e as exportações avançaram 30,7%.

Fonte: G1 - Alexandro Martello