Taxa de investimento cresce, mas ainda não recupera patamar pré-crise

09/12/2010

A taxa de investimento do país seguiu em aceleração no terceiro trimestre. No período, representou 19,4% do total movimentado pela economia no período. No mesmo período em 2009, havia ficado em 17,9%.

No terceiro trimestre de 2008, logo antes da crise, a taxa de investimento significou 20,6% do PIB (Produto Interno Bruto).
Os dados fazem parte do PIB do terceiro trimestre, divulgado nesta quinta-feira pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), que mostrou desaceleração da economia. De julho a setembro, a economia brasileira cresceu 0,5% frente aos três meses anteriores
A FBCF (Formação Bruta de Capital Fixo), que mede o total investido, cresceu 3,9% frente ao trimestre imediatamente anterior. No segundo trimestre, o investimento havia apresentado incremento de 4,3% ante o trimestre anterior.
Em relação ao terceiro trimestre de 2009, houve expansão de 21,2%. Houve desaceleração frente aos trimestres anteriores -- 28,1% no segundo trimestre, e 28,1% no primeiro trimestre.
Foi o terceiro trimestre consecutivo em que o investimento, nessa comparação, subiu acima dos 20%. Isso se deve à base fraca de comparação, já que no ano passado, houve significativa redução dos investimentos, afetados pela crise econômica. No segundo trimestre de 2009, por exemplo, o investimento havia registrado a maior queda desde 1996 -- retração de 16%. Ao todo, o investimento no país, no terceiro trimestre, totalizou R$ 182,1 bilhões.

Fonte: Folha.com/Repórter: Cirilo Junior