Arrecadação federal deve crescer 10% em 2011, estima secretário da Receita

21/01/2011

Depois de fechar 2010 no mais alto nível da série histórica, a arrecadação federal continuará a crescer e deve encerrar 2011 com alta nominal de 10%, estimou ontem (20) o secretário da Receita Federal, Carlos Alberto Barreto, apesar da expectativa de que a economia cresça menos este ano do que no ano passado.

Segundo o secretário, “dada a perspectiva em janeiro, o percentual é factível. O desempenho da arrecadação depende do ambiente macroeconômico, de como os indicadores vão se comportar. É preciso ver como vão se comportar a massa salarial, a demanda interna e o crescimento industrial, mas a estimativa de 10% é plausível”.

Caso as previsões se confirmem, as receitas da União em 2011 aumentarão menos que em 2010. No ano passado, a arrecadação federal teve crescimento nominal de 15,38%. Descontando a inflação oficial pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a alta foi de 9,85%.

O secretário apresentou ontem (20) as diretrizes da Receita Federal para 2011. Segundo ele, o órgão continuará a intensificar a fiscalização das empresas e a trabalhar para a simplificação do sistema tributário. Ele também prometeu investimentos em ferramentas eletrônicas para melhorar o atendimento dos contribuintes pela internet.

Fonte: Agência Brasil / Repórter Wellton Máximo