Segundo o SERASA, crédito para empresas vai diminuir ainda neste semestre

02/03/2011

O levantamento Indicador de Pesquisa de Crédito às Empresas, feito pela Serasa Experian,  aponta que, ainda neste semestre, vai haver restrições de crédito às empresas, a exemplo do que já vem ocorrendo com o crédito aos consumidores, desde dezembro. O levantamento foi divulgado nesta terça-feira (1º).

De acordo com a Serasa, a diminuição do crédito em um prazo de seis meses vai ser resultado do aperto monetário em vigor, que faz parte da atual política econômica do governo. Ainda segundo a Serasa, o aperto deverá ser aprofundado com novas elevações da taxa Selic.

A pesquisa constatou que a perspectiva de crédito às empresas recuou 0,4% em janeiro de 2011, a segunda queda mensal consecutiva do indicador, que atingiu o valor de 104,5. O número acima de 100 significa que o ritmo mensal de concessão de crédito está acima do padrão histórico.

Já a perspectiva de crédito ao consumidor caiu 0,7% em janeiro, a décima queda mensal consecutiva constatada pela pesquisa. O valor atingido de 99,5 significa que o ritmo mensal de concessão de crédito ao consumidor está abaixo do padrão histórico de longo prazo.

De acordo com a Serasa, o resultado mostra que o processo de desaceleração do crédito ao consumidor, iniciado em dezembro último segundo as estatísticas oficiais, deve prosseguir ao longo do primeiro semestre deste ano. Em 2010, segundo os economistas da Serasa Experian, a expansão do crédito ao consumidor atingiu quase 19%.

A causa desta diminuição de crédito, segundo a Serasa, foi uma combinação de decisões do governo, como as elevações da taxa Selic, o aumento dos compulsórios e a adoção de medidas macroprudenciais. O alto nível de endividamento do consumidor também contribuiu para a restrição.

Fonte: G1