Crédito ao consumo cresce 19,2% em agosto

22/09/2004

Após ter ultrapassado os R$ 100 bilhões em julho, o crédito voltado ao consumo continua dando sinais de  crescimento, puxado principalmente pelos empréstimos pessoais com desconto em folha de pagamento. Em agosto, o saldo total foi de R$ 102,9 bilhões, alta de 19,2% em relação ao mesmo período de 2003. Na comparação com o mês anterior, a elevação foi de 2,1%.

O destaque do mês ficou com o crédito pessoal, que subiu 32,3% em relação a agosto de 2003. Os empréstimos com desconto em folha de pagamento para trabalhadores da iniciativa privada, cuja regulamentação completou um ano na semana passada, é o principal motivo para essa alta.

Os financiamentos de bens, em especial o de veículos, também merecem destaque. Em agosto, o crescimento do saldo dessa modalidade de crédito subiu 19,9%, um claro sinal de retomada da atividade econômica.

O  crédito direto ao consumidor (CDC) é concedido por banco, financeira, loja ou loja conveniada com uma financeira. Nessa modalidade de crédito, o dinheiro pode ser liberado para você, mas sempre para a aquisição de um bem específico, que ficará vinculado a quem lhe emprestar os recursos como uma forma de garantia dos pagamentos mensais que você promete fazer num contrato.

Como o bem, uma geladeira, por exemplo, vai garantir a operação, os juros cobrados costumam ser ligeiramente menores, já que existe uma possibilidade maior, mais concreta e rápida de retomada do produto financiado, que está em seu poder.

Fonte: TPT Comunicação Ltda.