Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

4 critérios para gastar dinheiro sem culpa e com responsabilidade

Por Thais SouzaPublicado em

Se você já comprou algo e se arrependeu logo depois, provavelmente foi algo supérfluo ou uma compra por impulso. Para evitar esse tipo de arrependimento e viver em paz com seu dinheiro como um aliado, é preciso que você tenha responsabilidade na hora de gastar. Neste artigo traremos quatro pontos essenciais para gastar dinheiro sem culpa e com responsabilidade. 

Critérios para gastar sem culpa e com responsabilidade

1. O gasto cabe no seu orçamento?

Pode parecer uma pergunta óbvia, mas ela é necessária em todas as compras que você fizer. Um problema muito comum quando falamos de parcelamento no cartão de crédito é que costumamos olhar apenas para o valor da parcela e não para o custo real do produto.

Olhando apenas para a mensalidade, o valor de determinado produto pode parecer muito menor. Por exemplo, você pode ter dinheiro para pagar em um mês, mas no outro não, resultando em uma possível dívida. 

Essa situação se agrava ainda mais quando outras parcelas vão acumulando no seu cartão de crédito e aumentando cada vez mais o valor das suas faturas. 

Por isso, antes de comprar um bem ou serviço de alto valor, é fundamental fazer um planejamento financeiro e calcular se ele caberá no seu orçamento no curto, médio e longo prazo. 

Homem desconfiado com a mão no queixo

Com o seu score calculado, você descobre o produto financeiro ideal para você!

Calcule o seu score de forma gratuita, rápida e segura e tenha acesso a centenas de cartões de crédito e outros produtos financeiros.
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Ao criar uma conta você aceita nossos termos de uso política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

2. É um gasto necessário ou supérfluo?

Um gasto que pode ser cortado a qualquer momento do seu orçamento sem fazer tanta falta para você é considerado um gasto supérfluo. Se você quer economizar, deve evitar esse tipo de compra. 

Sempre que for comprar alguma coisa, coloque em uma lista de dez dias. Basicamente, você vai anotar um desejo de compra em um papel juntamente com o valor e a sua necessidade. Se puder, dê uma nota de zero a dez de quanto você está desejando ou precisando daquilo.

Aguarde dez dias! Se depois desse período você ainda estiver querendo ou necessitando daquele produto ou serviço, então ele provavelmente é algo essencial para você. Adotar esse hábito pode ajudá-lo na hora de cortar gastos desnecessários, pois diminui a chance de tomar decisões baseadas no impulso. 

O prazer está no uso ou só na compra?

Você já deve ter notado que sempre que compra algo, a sensação de conquista é muito prazerosa, mas esse pode ser um grande problema, principalmente quando falamos sobre compras por impulso. 

Apesar da boa sensação que comprar algo novo proporciona, ela é passageira e não dura muito tempo. Caso esse prazer de compra não seja convertido em prazer de uso, cada vez mais compras serão feitas para renovar a pequena dose de euforia do consumo.

Portanto, sempre que você decidir comprar algo, procure avaliar se está comprando apenas pelo prazer ou se você realmente necessita daquilo. 

4. Esse é o melhor preço que consigo pagar?

Já imaginou comprar um produto e depois de um dia encontrá-lo muito mais barato do que você pagou? Por isso, pesquisar preços é um dos principais fatores para gastar sem culpa. 

Além de conseguir economizar, hoje em dia, com a internet, esse é um processo muito mais fácil do que antes, já que você não precisa ir de loja em loja pessoalmente para comparar preços.

Existem diversos sites comparadores de preços, como o Zoom, Buscapé e Bondfaro. É possível encontrar os melhores preços, comparar e até achar promoções de cashback ou cupons de descontos. Um exemplo disso é um Méliuz, um serviço que pode ajudá-lo a ganhar dinheiro de volta em todas as suas compras. 

Gostou das dicas?

Acompanhar e controlar seu orçamento é uma atividade vital para que você possa manter a saúde financeira no curto, médio e longo prazo. Mas não precisa entrar em desespero, a Foregon está sempre disponível para te ajudar a cuidar das suas finanças e multiplicar seu patrimônio. Vamos deixar aqui mais alguns posts para você melhorar ainda mais:

Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Thais Souza

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos relacionados a investimentos e empréstimos e acredita que esse tipo de conhecimento pode mudar a vida das pessoas. Busca impactar a vida dos usuários que buscam resolver um problema ou conhecer melhor um produto ou serviço financeiro.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Os 5 principais erros na gestão financeira empresarial

Pagamentos digitais: quais os mais utilizados pelo e-commerce

Pagamento de dívidas: descubra com esses 5 livros qual a melhor forma de começar

5 alternativas para fugir dos juros altos

Imposto de Renda: o que acontece se eu não declarar?

Perfis financeiros: saiba quem é você na hora de lidar com dinheiro

Dicionário financeiro: 20 expressões sobre dinheiro que todo brasileiro deve conhecer

3 investimentos para iniciantes com pouco dinheiro