Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

4 estratégias para pagar dívidas do cartão de crédito

Por Sabrina VansellaPublicado em

Ficar endividado é algo que pode acontecer, seja por falta de organização financeira ou o acontecimento de algum imprevisto que impactou todo o orçamento. Nesses momentos, é normal recorrer ao cartão de crédito para auxiliar, mas o que parece ser uma solução pode se tornar mais um problema.

Para te ajudar a sair dessa situação, criamos esse guia completo com quatro estratégias para pagar as dívidas do cartão de crédito. Aproveite a leitura e descomplique a sua vida financeira!

A dívida e o impacto no score de crédito

As dívidas do cartão de crédito acarretam em diversas consequências e uma delas é a redução do seu score de crédito. O score de crédito é uma pontuação utilizada (de 0 a 1 mil pontos) por instituições financeiras para entender a sua capacidade aquisitiva e como você lida com as contas, por exemplo.

Neste artigo, vamos te mostrar o impacto de dois tipos de dívidas do cartão de crédito:

  • Dívidas no rotativo do cartãoessa dívida acontece nos cartões em que você consegue continuar utilizando o limite mesmo sem ter pago a fatura anterior. Nesse caso, as dívidas do cartão de crédito entram no rotativo e estão sujeitas a altas taxas de juros e alterações mensais;
  • Dívidas parceladas no cartãoao parcelar sua fatura do cartão, fixa uma taxa de juros, e permite que a quantia em aberto possa ser paga em um prazo mais longo.

Nas duas opções, o melhor caminho é fazer os pagamentos em dia. Quando isso não acontece, os bancos e instituições financeiras podem avisar os birôs de crédito, o que compromete toda a sua confiabilidade no mercado por muito tempo.

Homem desconfiado com a mão no queixo

Com o seu score calculado, você descobre o produto financeiro ideal para você!

Calcule o seu score de forma gratuita, rápida e segura e tenha acesso a centenas de cartões de crédito e outros produtos financeiros.
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Ao criar uma conta você aceita nossos termos de uso política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

Para manter a sua pontuação alta, é necessário arcar com as dívidas do cartão de crédito e mantê-las em dia ao pagar a fatura mensal antes da data de vencimento.

Por que devo tomar cuidado com a dívida do cartão de crédito?

Qualquer dívida traz prejuízos para a sua saúde financeira, mas as dívidas com o cartão de crédito são consideradas uma das piores, por contar com altas taxas de juros. Portanto, ao pagar o mínimo do cartão a cada mês, você pode demorar muito tempo para conseguir efetivamente quitar sua dívida, já que as taxas de juros são altíssimas.

4 estratégias para quitar dívidas do cartão de crédito

Caso você esteja nessa situação, não se desespere, pois é possível revertê-la. Existem diversas estratégias pensadas especialmente para pessoas que estão com dívidas no cartão de crédito. Neste artigo, reunimos quatro estratégias para você quitar dívidas de diversos cartões de crédito ao mesmo tempo. Indicamos que você faça a leitura de todos os métodos e veja qual mais se encaixa na sua realidade. São elas:

  • Método avalanche;
  • Método bola de neve;
  • Empréstimos pessoais;
  • Renegociação de dívidas.

1. Quitar dívidas com o método avalanche

Nessa estratégia para quitar dívidas do cartão de crédito, você deverá pagar todas as suas contas na ordem da taxa de juros da mais alta para a mais baixa. Confira o passo a passo:

  1. Faça uma lista com todas as taxas de juros em ordem decrescente (da maior para a menor);
  2. Depois, pague o mínimo exigido em todas as suas contas abertas dos cartões de crédito;
  3. Agora, coloque todo o seu dinheiro em sua conta bancária com a maior taxa de juros do cartão;
  4. Assim que você quitar a dívida com juros mais altos, comece a pagar o máximo que puder na próxima conta da lista.
  5. Em sequência, faça isso até quitar todas as dívidas do cartão de crédito.

Após pagar uma dívida, você libera mais dinheiro para no próximo mês quitar outra. Ao aderir essa estratégia, as suas dívidas estarão organizadas por ordem de taxa de juros e você sairá delas mais rapidamente. Semelhante a uma avalanche, mesmo que demore um pouco para você sair dessa situação, depois que você pegar o impulso conseguirá quitar todas elas.

Observação importante: esse método pode ser utilizado não só para o cartão de crédito, mas para todos os tipos de dívidas que incluem taxas de juros.

O lado bom e o não tão bom do método avalanche

  • Você pagará menos juros;
  • As taxas de juros mais altas serão quitadas;
  • Em contrapartida, pode levar mais tempo para conseguir quitar todas as dívidas.

2. Quitar dívidas com o método bola de neve

A bola de neve é um método de quitar dívidas inversa a do avalanche. Nessa estratégia você pagará suas dívidas na ordem crescente de juros (do menor para o maior). Confira como:

  1. Pague o mínimo em todas as suas contas dos cartões de crédito;
  2. Transfira o máximo de dinheiro extra possível na conta o com o menor saldo;
  3. Por fim, pague a dívida e o que restar você coloca a quantia em dinheiro na próxima;
  4. Continue o processo até quitar todas as dívidas do cartão de crédito em aberto.

Esse método traz motivações para muitas pessoas por contar com uma série de sucessos no início. Após quitar as pequenas dívidas, a sua pontuação de crédito também pode aumentar no mercado, já que os birôs de crédito vão notar o seu avanço.

Apesar de parecer ter outro sentido, o nome bola de neve faz alusão ao impacto positivo de pagar uma dívida em seguida da outra e ao aumento da renda, já que não terá que lidar com os juros e dívidas que foram quitadas.

O lado bom e o não tão bom do método bola de neve

  • Motivação ao quitar as pequenas dívidas;
  • Progresso mais rápido possível;
  • Redução da quantia de dívidas;
  • Aumento no score de crédito;
  • Por outro lado, você pode ficar mais tempo pagando juros das dívidas mais altas.

3. Quitar dívida do cartão de crédito com empréstimo pessoal

Caso você tenha diversas dívidas no cartão de crédito, uma abordagem interessante é buscar uma linha de empréstimo pessoal para quitá-las. Dessa forma, você não precisará se preocupar com altas taxas de juros do cartão e deverá fazer o pagamento da dívida com o empréstimo.

No entanto, essa estratégia só vale a pena se você conseguir contratar um empréstimo com taxas de juros mais baixas do que as cobradas no cartão de crédito. Para seguir esse método, siga o passo a passo:

  1. Faça uma pesquisa e conheça diferentes linhas de empréstimos pessoal e descubra a taxa cobrada em cada um deles (dica: na Foregon você tem acesso a diversas informações sobre produtos e serviços financeiros).
  2. Depois de fazer a sua escolha, faça a solicitação do empréstimo;
  3. Pague o empréstimo pessoal após a definição dos termos. Caso você consiga pagar mais do que o valor cobrado nas parcelas, menores serão as cobranças de juros.

O lado bom e o não tão bom de contratar um empréstimo pessoal

  • Taxas de juros mais atrativas;
  • Redução nos gastos com cartão de crédito;
  • Aumento no score de crédito;
  • Em contrapartida, pode ser difícil conseguir aprovação em uma linha de empréstimo pessoal caso você esteja no vermelho.

4. Quitar dívida com renegociação da dívida

Uma forma de quitar suas dívidas por um valor mais baixo é aguardar as datas que acontecem os chamados feirões para limpar o nome ou entrar em contato diretamente com o banco para renegociar as dívidas. Algumas instituições financeiras fazem propostas para pessoas nessa situação com juros menores para sair do vermelho.

Nessa situação, indicamos que você nunca aceite uma dívida que não pode pagar. Por isso, é preciso analisar bem as propostas dos bancos e, caso ele não ofereça uma vantajosa, considere fazer a portabilidade da dívida para outra instituição financeira.

Algumas empresas fazem a liquidação da dívida e concordam em aceitar um pagamento parcial para finalizar suas dívidas do cartão de crédito de uma vez por todas. No entanto, a empresa avalia se você é elegível para tal acordo e se está passando por dificuldades, como: divórcio, desemprego ou problemas médicos.

O lado bom e o não tão bom de fazer renegociação de dívida

  • Pagamento de 50% ou menos do valor da dívida;
  • Aumento no score de crédito;
  • Por outro lado, você depende que a instituição financeira proponha um bom acordo.

E aí, gostou do conteúdo?

Quer acompanhar o seu score de crédito? Faça a consulta grátis pela Foregon. Nós descomplicamos os bancos e você ainda consegue consultar a sua pontuação de score de crédito e manter ele protegido. Clique em "Consultar CPF grátis"!

Consulte seu CPF grátis e receba as melhores ofertas!

Mais de 300 opções entre cartões de crédito, contas e empréstimos.

Consultar CPF grátis
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Até a próxima.

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Sabrina Vansella

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos noticiosos e sobre dicas financeiras. Procura simplificar e melhorar a qualidade de vida dos usuários e, para isso, preza por uma pesquisa assídua e uma escrita clara.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Use Elo: conheça o programa que reúne as vantagens do seu cartão

3 indicadores financeiros que você precisa conhecer

Cartão de crédito PJ: como escolher a melhor opção?

Comparativo: PicPay Card ou cartão de crédito Nubank?

Compra no cartão de crédito: quanto tempo demora para ser aprovada?

Cartão Itaucard Click Platinum com pontuação em reais vale a pena?

Cartão de crédito: saiba como criar uma senha forte e segura

Como aumentar o limite do cartão de crédito do Banco Inter?