Foregon.comConteúdos

4 investimentos simples e seguros

Por Camila SilveiraPublicado em
Compartilhe

O sucesso da cardeneta de poupança é devido à sua simplicidade. Isso porque, ao abrir uma conta corrente em um banco, você já pode ter uma poupança e transferir o seu dinheiro quando quiser. O problema é que toda essa facilidade possui um preço: a baixa rentabilidade. Confira 4 investimentos simples e seguros, que podem te oferecer mais vantagens e maiores rendimentos.

4 investimentos simples e seguros

1. Tesouro Selic

O Tesouro Selic é um título de renda fixa público. Isso quer dizer que trata-se de um ativo emitido pelo governo, com o objetivo de gerar fundos para o desenvolvimentos de setores como saúde, educação e infraestrutura. Ele funciona como um empréstimo: o investidor aplica o dinheiro e recebe o montante de volta, acrescido de juros, na data do vencimento. 

No caso do Tesouro Selic, esses juros estão associados a esse índice. A Selic é a taxa de juros básica do país, que é ajustada a cada 45 dias, por meio das reuniões do Comitê de Política Monetária (Copom). Mas, apesar dos rendimentos serem previsíveis, como acontece em todos investimentos de renda fixa, eles sofrem algumas variações, dependendo do índice.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Portanto, se a taxa Selic está em alta, os seus investimentos vão aumentar. Se está baixa, você lucrará menos com essa modalidade. Em 2019, ela esteve em 5%, mas já apresentou uma alta histórica, tendo chegado a 14,25% até o início do ano de 2017.

2. Certificado de Depósito Bancário (CDB)

O Certificado de Depósito Bancário (CDB) também é um título de renda fixa bastante simples e seguro. Ele é emitido pelos bancos como uma forma de captação de recursos para financiar suas atividades, como projetos, crescimento, pagamento de dívidas, entre outros.

O CDB funciona como um empréstimo do seu dinheiro para uma instituição financeira. Em troca, você recebe uma taxa de rentabilidade que é definida no momento da compra.

É importante saber que os investimentos CDBs emitidos por bancos de menor porte tendem a oferecer um rendimento maior, assim como aqueles que possuem prazo de vencimento mais longo. Isso acontece porque esse tipo de aplicação trata-se de um empréstimo que o investidor oferece aos bancos, ou seja, existe o risco de inadimplência.

Deste modo, quanto menor for o banco emissor do CDB, menor tende a ser a estrutura financeira e mais arriscada a aplicação se torna. Em contrapartida, maior será a rentabilidade oferecida aos investidores. 

3. Letra de Crédito do Agronegócio (LCA)

A LCA é o título emitido pelos bancos para financiar atividades do agronegócio. Sua principal vantagem é a isenção do Imposto de Renda (IR), benefício concedido pelo governo como forma de incentivar o crédito ao setor. 

As desvantagens dessa modalidade envolvem os prazos de vencimento mais longos e a exigência de aportes maiores do que o CDB. Algumas instituições financeiras requerem aportes de milhares de reais para a Letra de Crédito do Agronegócio, ou podem nem oferecer essa opção. No entanto, há diversos bancos que oferecem com aportes mínimos de R$ 1.

As LCAs contam com a proteção do Fundo Garantidor de Crédito (FGC), assim possuem o mesmo risco de crédito que a poupança, que também é protegida pela entidade.

Além disso, a dificuldade de resgatar o dinheiro antes do prazo deve ser levado em consideração. Algumas LCAs possuem prazos de vencimentos de um a dois anos e o investidor não consegue resgatar os recursos antes disso.

Embora a rentabilidade da LCA seja superior ao retorno de outras opções, como os CDBs, a aplicação pode não ser tão legal para investidores que não têm certeza se podem abrir mão dos recursos durante o prazo do investimento.

4. Letra de Crédito Imobiliário (LCI)

O LCI também possui a isenção do Imposto de Renda e é o título emitido pelos bancos para a conquista de recursos destinados a financiamentos do setor imobiliário. Sua desvantagem envolve o aporte inicial elevado e o prazo mais longo. 

É mais comum que os bancos queiram aportes elevados para investimentos dessa modalidade, mas é válido lembrar que alguns bancos podem aceitar valores menores. A remuneração do LCI pode variar de acordo com a estratégia de cada instituição financeira. 

Por exemplo, se o banco precisar de recursos para fornecer crédito a um empreendimento imobiliário, ele pode emitir LCIs com taxas superiores às da LCA e do CDB. Por conta disso, é indispensável pesquisar os diferentes bancos e comparar os rendimentos. Dessa forma, você escolhe o melhor título, de acordo com as suas necessidades.

Gostou do conteúdo?

Ficou alguma dúvida sobre os investimentos simples e seguros? Deixe um comentário para nós, que ajudaremos você. Até breve!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe nas suas redes sociais

Camila Silveira

Estudante de Publicidade e Propaganda e Redatora na Foregon. É fascinada por músicas, livros, conversas e procura entender a real necessidade das pessoas para poder solucioná-la através de seu trabalho.

Ver todos os posts

Leia a seguir

  • Dicas financeiras

    O que é a Click Conta Bradesco?

  • Dicas financeiras

    Faturamento MEI 2020: descubra

  • Dicas financeiras

    Como pagar boleto com PayPal?

  • Dicas financeiras

    Sky pré-pago: conheça e veja se vale a pena

Ver mais conteúdos

Veja o que estão comentando

Principais conteúdos

Principais assuntos

  1. Home
  2. Conteúdo
  3. Dicas financeiras