Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos

5 curiosidades sobre o parcelamento do cartão de crédito

Por Camila SilveiraPublicado em

O cartão de crédito é preferência entre diversos consumidores, pois de certa forma ele oferece mais comodidade e segurança em relação ao dinheiro. Apesar dele proporcionar mais facilidade no momento da compra, esse produto financeiro também possui alguns lados misteriosos. Confira 5 curiosidades sobre o parcelamento do cartão de crédito e entenda!

5 curiosidades sobre o parcelamento do cartão de crédito

1. Prazo de recebimento e taxas

O comerciante que parcela uma compra recebe o valor somente após 30 dias e precisa pagar uma taxa para a empresa que opera a máquina de cartão. Na maioria das vezes, esse pagamento precisa ser adiantado, portanto, o vendedor aplica esses custos no valor da parcela para não correr o risco de não pagar as taxas da operação.

Então não se esqueça: quando o dono da loja oferece um desconto para o pagamento à vista, saiba que isso tem a ver com as taxas da máquina de cartão, que não precisarão ser cobradas naquele momento. 

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

2. Diferença entre pagamento mínimo e parcelamento

Pode até parecer a mesma coisa, mas não é. No parcelamento, você tem parcelas fixas, que são previamente conhecidas. Em contraste, no pagamento mínimo, o valor a ser quitado no mês seguinte é misterioso e sujeito aos critérios da instituição financeira.

Nós não recomendamos o pagamento mínimo da fatura, pois os juros abusivos poderão fazer você entrar em uma bola de neve, principalmente se tiver feito uma compra parcelada recentemente. Portanto, sempre prefira pagar o valor integral da fatura do seu cartão de crédito, pois dessa forma, você evita maiores prejuízos para o seu bolso.

3. Valor da parcela e limite de crédito

Existem duas modalidades para o cálculo do limite do cartão de crédito no caso de compras parceladas e cada banco possui a liberdade para definir o melhor método.

Nesse caso, somente o valor a ser pago em um mês determinado será deduzido do limite. Por exemplo: um consumidor tem um limite de R$ 1.000 e faz uma compra de R$ 400, optando pelo pagamento em quatro prestações de R$ 100. Diante disso, os R$ 100 serão descontados do limite total mês após mês, até que todo o valor seja pago. 

4. Saldo devedor

Diferentemente do método anterior, essa modalidade subtrai o saldo devedor do limite do cartão, ou seja, se o consumidor possui um limite total de R$ 1.000, faz uma compra de R$ 400 e paga em quatro parcelas de R$ 100, o valor total da compra será deduzido do limite. Portanto, o titular do cartão ficará com apenas R$ 600 de limite.

Após o pagamento da primeira fatura, será liberado mais R$ 100 e assim por diante, mês após mês, até que todas as prestações sejam pagas e o limite seja restabelecido. 

5. Valor total da fatura 

Essa não é uma curiosidade, mas sim uma dica: procure pagar o valor total da fatura do seu cartão de crédito. Dessa forma, você evita comprometer a sua renda do futuro, não precisa pagar por algo que ficou no passado e o principal, se livra dos juros abusivos.

Gostou do conteúdo?

Esperamos que tenha gostado das cinco curiosidades sobre o parcelamento do cartão de crédito. Qualquer dúvida, deixe um comentário para nós que ajudaremos você. Até breve!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros. Boa parte do seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Três formas de ganhar dinheiro com o App Clubhouse

Saiba como emitir a segunda via da conta Vivo

Nota 200 reais: saiba como identificar uma cédula falsa

Nota de R$200: saiba tudo sobre

Consumo: o que é e quais os tipos?

O que é Certidão do FGTS?

Como escolher o banco digital ideal

Como conseguir cartões lucrativos sem anuidade

  1. Home
  2. Conteúdo
  3. Dicas financeiras