Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos

5 estratégias simples e eficientes para organizar suas finanças pessoais

Por Thais SouzaPublicado em

Seja para pagar suas dívidas, investir em conhecimento ou bens materiais, se organizar financeiramente com um bom planejamento é essencial para ter sucesso nesse processo e conquistar seus objetivos. Pensando nisso, neste artigo separamos cinco estratégias simples e eficientes para você começar hoje a ter controle das suas finanças pessoais. 

Estratégias eficientes para organizar suas finanças pessoais

Organizar as finanças é um desafio para grande parte das pessoas. Até porque, como fazer com que o dinheiro sobre no final do mês, mesmo com tantas contas para pagar? 

Quem não tem uma vida financeira organizada, corre o risco de perder o controle das suas dívidas, comprar além do necessário e acabar ficando com o nome sujo. Para fugir desse tipo de situação, confira a seguir cinco passos de como organizar as finanças pessoais!

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

1. Faça um diagnóstico financeiro 

O primeiro passo para organizar as finanças pessoais é listar todos os gastos que você tem mensalmente. Tente anotar tudo em uma agenda ou planilha no seu computador. Não deixe nenhum gasto de fora: do café após o almoço até as despesas maiores, como aluguel e mensalidade da faculdade. Some todos eles e veja quais são seus gastos totais em um mês.

Dessa forma, você consegue saber quais são os gastos fixos que você tem por mês e quanto sobra para outros gastos e também para poupar.

2. Negocie suas dívidas

Se você está com dívidas, se planeje para eliminá-las. O ideal é negociar tudo o que você deve e pagar à vista ou em parcelas que cabem no seu bolso. Além disso, procure priorizar o pagamento daquelas que possuem os juros mais altos.

Outra dica bem interessante na hora de negociar suas dívidas é não aceitar a primeira proposta da empresa, a não ser que ela seja realmente vantajosa.

3. Evite fazer novas dívidas 

Se você está começando um planejamento financeiro para sair das dívidas, o ideal é pagar todas e, durante esse tempo, não fazer novas dívidas. 

O cartão de crédito é um grande aliado para o dia a dia, mas se não for utilizado com responsabilidade pode se tornar o vilão.

Outra dica importante é, sempre que possível, tentar comprar à vista. Assim, além de ter mais controle do orçamento, você não precisa se preocupar com parcelas futuramente, o que pode aliviar, e muito, o seu orçamento mensal. 

Caso você esteja endividado, não deixe de ler o nosso artigo com 10 dicas infalíveis para sair das dívidas e acumular dinheiro.

4. Corte gastos desnecessários

O erro da grande parte das pessoas é gastar mais dinheiro do que pode. Quando isso acontece, as alternativas que a maioria recorre é deixar de pagar alguma conta ou contratar um empréstimo.

O problema é que isso pode acabar se tornando uma bola de neve e, se você deseja organizar as finanças, esse é um hábito que terá que deixar de lado o quanto antes. 

Avalie os seus gastos mensais e elimine os que forem descartáveis ou que não sejam tão fundamentais. Por exemplo, se você quer economizar, não há necessidade de assinar dois serviços de streaming ao mesmo tempo.

Digamos que você paga Netflix e Globo Play, mas decide cancelar o Globo Play, que possui um valor de R$ 42 mensais. Pode parecer insignificante, mas em um ano você terá economizado R$ 504.

5. Crie uma reserva de emergência

Um passo extremamente importante no processo de como organizar as finanças é criar uma reserva de emergência. Depois de quitar o que deve, você tem que guardar uma porcentagem da sua fonte de renda, em torno de 10% por mês, para gastos inesperados, como saúde, problemas com o carro, dentre outros.

Além disso, você pode lucrar com a reserva de emergência ao deixar o dinheiro aplicado em um investimento de Renda Fixa, como CDB, por exemplo.

Enfim, gostou do artigo?

Caso você nunca tenha se preocupado com a organização das suas finanças antes, e decidiu começar a estudar a partir de agora, entenda que independentemente da sua atual situação financeira, nada está perdido! Isso porque, não importa quanto dinheiro você ganha, e sim, como você lida com ele.

Você pode começar hoje colocando em prática as dicas que aprendeu neste artigo e transformar sua vida financeira. Portanto, comece o quanto antes, já que tempo é dinheiro. 

Quer receber mais conteúdos para deixar sua vida financeira em dia? Então siga a Foregon no canal do YouTube e também nas redes sociais, Facebook e Instagram, para ficar por dentro das notícias e novidades em primeira mão. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Thais Souza

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos relacionados a investimentos e empréstimos e acredita que esse tipo de conhecimento pode mudar a vida das pessoas. Busca impactar a vida dos usuários que buscam resolver um problema ou conhecer melhor um produto ou serviço financeiro.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Algar Telecom: conheça os diferentes planos de celular

Placa Mercosul: como é o emplacamento em outros países e quais as diferenças

Hotmart Pocket: dúvidas frequentes

Como colocar a nova placa Mercosul?

Placa Mercosul: dúvidas frequentes

Saiba o que mudou no projeto das placas do Mercosul e tire suas dúvidas

Placas Mercosul: conheça seu histórico e os preços em cada estado

Banco digital ou banco tradicional: qual o melhor?