Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

A leva de IPOs na Bolsa de Valores em 2021 e o que avaliar antes de participar

Por Thais SouzaPublicado em

As IPOs estão fazendo cada vez mais sucesso na Bolsa de Valores. Isso porque, além de vantajosa para os investidores, também ajuda as empresas a captarem recursos para tirar seus planos do papel. Neste artigo você vai conferir detalhes sobre a leva de IPOs na bolsa e conferir quais fatores devem ser analisados antes de participar. 

Primeiramente, o que são IPOs?

De forma prática, a Initial Public Offering (Oferta Pública Inicial), ou IPO, como é mais conhecida, marca o início de uma empresa na Bolsa de Valores. O objetivo dessas empresas ao abrir capital é captar investidores para acumular recursos que podem ser utilizados para melhorias na companhia. 

Ou seja, a empresa vende ações, que são pequenas partes que representam ela. Assim, os investidores que comprarem essas ações fazem parte do lucro da empresa.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

As IPOs fazem sucesso no mercado porque como a empresa está estreando na bolsa, geralmente suas ações são mais baratas, o que é uma ótima estratégia para investir pouco e buscar a lucratividade.

A leva de IPOs na Bolsa de Valores em 2021 

Somente no primeiro trimestre de 2021,15 empresas brasileiras fizeram suas ofertas iniciais (IPOs) na Bolsa de Valores. Além disso, há mais de 40 companhias aguardando autorização para também abrir o seu capital e listar suas ações na B3.

Em 2020 a Bolsa de Valores bateu recorde de maior número de IPOs registrados desde 2007, foram 28 novas empresas entrando com o capital aberto. Apesar das incertezas sobre o ritmo de recuperação da economia, a expectativa para este ano é otimista. 

O que avaliar antes de investir nessas empresas?

As IPOs são ótimas oportunidades de negócio para o investidor, pois ao aplicar em uma empresa que ainda está no início de sua jornada na bolsa, eles poderão lucrar com a valorização acelerada dela.

Esse mesmo fator, além de trazer pontos positivos, também pode ser negativo, já que com o fato da empresa ter acabado de lançar o capital aberto, não existem tantas informações a respeito dela como em uma companhia com uma base de acionistas já formada, tornando a análise mais complexa. 

Se você já investe em ações sabe que para evitar riscos de perder seus investimentos, é fundamental fazer uma análise detalhada sobre a empresa pela qual deseja investir, baseada em gráficos do passado e do presente.

Portanto, apesar de se um investimento lucrativo a curto prazo, ele também possui riscos, já que o investidor não é capaz de prever com exatidão quais serão os resultados de uma IPO.

Descomplicamos?

Vale a pena lembrar de que antes de investir em Renda Variável é fundamental que você analise os seu perfil de investidor para descobrir se ações são aplicações ideais para seus objetivos e momento financeiro. 

Se ficou com alguma dúvida, deixe seu comentário abaixo. Até a próxima! 

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Thais Souza

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos relacionados a investimentos e empréstimos e acredita que esse tipo de conhecimento pode mudar a vida das pessoas. Busca impactar a vida dos usuários que buscam resolver um problema ou conhecer melhor um produto ou serviço financeiro.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Investimentos prefixados: entenda se eles valem a pena

Investimento: saiba quanto da sua renda mensal deve ser investida

Melhores negócios para abrir com baixo investimento em 2021

Integrada, Caixa Fácil e Azul: conheça as modalidades de conta poupança da Caixa

Por que investir em fundos imobiliários?

Investimento: transforme R$ 100 em R$ 1.000 em 1 mês

Como se preparar para imprevistos financeiros?

O que a Selic em 3.5% ao ano influencia no seu dinheiro?