Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Alugar meu imóvel ou investir em fundos imobiliários?

Por Thais SouzaPublicado em

Ter outras fontes de renda é uma forma de garantir uma segurança financeira para o seu futuro, e os imóveis são um grande exemplo disso. Porém, nesses casos, uma dúvida muito comum é: o que vale mais a pena: comprar um imóvel e alugar ou investir o valor em fundos imobiliários?

Adiantando o tema, as duas opções têm seus prós e contras, como em qualquer tipo de investimento e, por isso, neste artigo vamos apresentá-los para você analisar e decidir o que compensa mais para seus objetivos de vida. Vamos lá?

Comprar e alugar um imóvel: entenda os prós e contras

Comprar uma casa ou um apartamento com o objetivo de alugar o imóvel é uma opção para quem deseja ter uma fonte de renda extra estável. A construção de patrimônios é outra vantagem, pois pode garantir o futuro dos herdeiros. Além disso, existe a garantia de ter algo físico em seu nome.

Prós

Uma das vantagens desse tipo de investimento é que você não precisa se preocupar em aplicar o dinheiro para depois sacar o rendimento. O valor será enviado pelo inquilino todos os meses, portanto, trata-se de um investimento muito estável.

Comprar um imóvel para alugar é interessante para quem tem conhecimento do mercado imobiliário da sua região. Assim, é possível analisar detalhes, como: localização do imóvel, pontos relevantes, potencial de valorização e outros aspectos. Ao adquirir uma casa ou apartamento em uma região de expansão, por exemplo, os retornos podem ser extremamente vantajosos.

Homem desconfiado com a mão no queixo
Com o seu score calculado, você descobre o produto financeiro ideal para você!
Calcule o seu score de forma gratuita, rápida e segura e tenha acesso a centenas de cartões de crédito e outros produtos financeiros.
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Ao criar uma conta você aceita nossos termos de uso política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

Outro aspecto que deve ser levado em consideração é que esse tipo de investimento garante maior segurança patrimonial para sua família.

Contras

O principal ponto negativo de comprar um imóvel para locação é que esse tipo de transação é muito cara, exigindo que o investidor tenha uma certa quantia de recursos.

O risco, em geral, fica concentrado naquele ativo adquirido. Para diversificar os riscos, o investidor teria que comprar mais de um imóvel, o que é considerado inviável no quesito financeiro para muitos brasileiros.

Outro ponto negativo é que, como comprador de imóvel para investimento, você terá que arcar com todos os custos extras que surgirem, como manutenção, reformas e a burocracia da documentação. Além disso, existe a possibilidade do imóvel ficar sem alugar por um bom tempo ou de inadimplência do inquilino, que pode resultar em altos prejuízos financeiros.

Investir em fundos imobiliários: entenda os prós e contras

Os fundos imobiliários, mais chamados de FIIs, são um tipo de investimento em que um grupo de pessoas divide a compra ou a construção de imóveis para alugar para terceiros ou empresas. Esse ativo financeiro atrai diversos investidores pelas suas possibilidades de ganhos. Ao longo dos anos, os imóveis podem ter seus preços multiplicados.

Esse tipo de investimento é uma alternativa para quem sempre desejou investir no setor, mas não tem condições de comprar um imóvel de fato. Confira os prós e contras dos FIIs:

Prós

Diferentemente da compra de imóveis físicos, que exige um investimento muito alto, os FIIs podem ser comprados em cotas e, portanto, permite que o investidor aplique mesmo com pouco dinheiro.

Além disso, os fundos imobiliários permitem uma maior diversificação dos riscos, pois oferecem a oportunidade do investidor aplicar seu dinheiro em imóveis de diferentes setores, como: escritórios, shoppings, galpões, prédios, dentre outros. Dessa forma, se um imóvel desvalorizar, ele terá outras opções em sua carteira.

Outro ponto importante é que os FIIs não possuem incidência do Imposto de Renda para Pessoas Físicas e ainda possuem duas formas de ganho: pela distribuição dos lucros entre os cotistas (investidores) e ganhos com a valorização da cota, que é um pedaço do fundo que pertence a cada investidor. São inúmeras as vantagens que o FII traz, sendo as principais:

  • São administrados por gestores profissionais, facilitando o processo e livrando o investidor de questões burocráticas;
  • Isenção de Imposto de Renda para PF na distribuição de lucros;
  • O investidor pode comprar e vender cotas de forma ágil e prática;
  • Duas formas de lucro;
  • O cotista torna-se "dono" de uma parcela de diferentes empreendimentos que podem valorizar muito com o tempo;
  • Maior diversificação de risco.

Contras

Como qualquer outro ativo financeiro, investir em fundos imobiliários tem seus riscos. No caso dos FIIs, o investidor corre o risco de desvalorização das cotas, possíveis acidentes que podem afetar a estrutura do empreendimento e problemas na execução da obra. No entanto, os cotistas têm todo o suporte dos gestores profissionais, que auxiliam na tomada de decisões.

Descomplicamos?

Agora que você já conhece os prós e contras de cada investimento, fica mais fácil escolher a melhor opção para você. Lembre-se apenas que os FIIs têm mais pontos positivos do que negativos.

Independentemente da sua decisão, o importante é que o investimento escolhido esteja alinhado com seus objetivos de médio e longo prazo.

Esperamos que este artigo tenha te auxiliado de alguma forma. Se ficou com alguma dúvida, deixe seu comentário abaixo. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Thais Souza

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos relacionados a investimentos e empréstimos e acredita que esse tipo de conhecimento pode mudar a vida das pessoas. Busca impactar a vida dos usuários que buscam resolver um problema ou conhecer melhor um produto ou serviço financeiro.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Tesouro Selic ou Nubank? Qual é melhor para reserva de emergência?

Conheça os melhores ativos para investir R$ 10 mil

3 investimentos de renda fixa para ganhar dinheiro com a alta da Selic

O que são criptomoedas?

Quanto rende 1 milhão na poupança? É uma boa opção?

Previdência privada: como funciona e como investir?

Qual é o futuro das criptomoedas e do metaverso? Saiba mais

Taxa DI hoje: entenda como descobrir e fazer a consulta