Foregon.comConteúdos
    1. Educação financeira

    Aprenda a organizar as finanças em 7 passos

    Por Leonardo JacominiPublicado em
    Compartilhe

    Você vai ler sobre como aprender a organizar as finanças em 7 passos:

    Chega mais perto e conta para mim: você sabe organizar as finanças pessoais? Ou elas andam uma bagunça? Juro não contar para ninguém a sua situação. Mas, se precisar de umas dicas, fique comigo!

    Não é difícil encontrarmos pessoas que nem imaginam como anda a vida financeira dentro de casa. Gastos misturados aos ganhos, sem saber onde é possível economizar e o dinheiro vai embora sem saber para onde.

    É um verdadeiro caos!

    Como eu disse, se esse problema acontece com você, posso tentar te consolar dizendo que isso não é particular, e ocorre com a maioria dos brasileiros. Aliás, você conhece a importância de aprender a organizar as finanças?

    O nosso dinheiro funciona assim como a nossa vida, ou pelo menos deveria. Nós nos organizamos para dormir, acordar, trabalhar, se alimentar, datas especiais e tudo mais, não é verdade?

    Então, suas finanças também devem acompanhar um ritmo. Seu dinheiro simplesmente não pode se perder por aí em coisas que você nem sabe o que e ainda faltar para pagar alguma conta.

    É preciso saber exatamente o que você ganha e gasta, principalmente onde. Você tem o compromisso com as contas mensais. Para que isso não saia do seu controle, é preciso colocar tudo em vista, se conhecer mesmo!

    7 passos para organizar as finanças – conheça os segredos

    Eu não gosto de nada que complique a minha vida financeira. E nem precisa! Organizar seu dinheiro é bem fácil, já que se trata de você e o seu dia a dia.

    Manter-se em dia com as finanças traz diversos benefícios. Sair do vermelho, criar uma reserva e ainda poder realizar alguns desejos.

    Passo 1: Envolver toda a família

    Esse é o grande primeiro passo para uma boa organização financeira. O erro de muitas pessoas é não colocar a família dentro do plano. Posso garantir que, começar sozinho e sem apoio de outras pessoas que dependem de você, é bem complicado.

    Quem deseja sair do vermelho, das contas que não fecham ou mesmo realizar um sonho, aquela lua de mel, casamento ou uma viagem, tem que colocar todo mundo em sintonia.

    Quem tem filhos, também deve colocá-los dentro do plano. Claro, que a linguagem e o momento serão diferentes. Quer uma dica para que a criançada consiga ajudar na economia e no planejamento? Faça um jogo com eles.

    Nesse jogo, eles devem ajudar a poupar o quanto puderem, e no final do mês, se cumprirem as regras, ganham uma recompensa, como um passeio ou algo que gostem muito de comer. Criança quando desafiadas, se sentem muito mais empolgadas.

    Passo 2 – Planejamento e orçamento

    Para que suas contas não fiquem por aí e você só lembre delas quando vencem, e você saiba por onde anda o seu dinheiro, é preciso fazer um planejamento e orçamento.

    Parece bem difícil né? No começo pode parecer algo bem complicado, cansativo de se fazer. Mas, você precisa tirar esse tempo para colocar tudo em ordem. Essa é a base da construção para organizar as finanças.

    Nós ensinamos a fazer um planejamento, veja clicando aqui. Ensinamos também como montar um orçamento inteligente, clique aqui para ver.

    Mas, qual o benefício de ter um planejamento e orçamento financeiro?

    Simples, eles são o seu guia mensal e anual. Nesse controle, você deve colocar os seus ganhos, além do salário que recebe, seus gastos, classificando-os em gastos essenciais e aqueles que são sem urgência.

    Depois, colocar mês a mês o que você gasta (essenciais). Ou seja, evita gastar dinheiro dessas contas antes.

    O importante mesmo é se planejar com antecedência. Saiba antes o valor que você deve ter para quitar o mês, depois vem os “prazeres” de gastar com o cartão.

    Passo 3 – Coloque sua mente para poupar

    Eu falo para algumas pessoas que eu conheço: poupar é bem mais viciante do que gastar, basta aprender. Por isso mesmo, o 3º passo para aprender a organizar as finanças é colocar o seu cérebro para poupar.

    Você consegue isso, quando determina um objetivo. Você mesmo quando se desafia, sente que tem que chegar lá, no tempo que determinar. E isso meu caro, vira uma rotina. Sempre que pegar a carteira, você vai pensar duas vezes.

    Por isso, treine para economizar. Antes de comprar, veja seu saldo para o atual e próximo mês. Quando fizer as contas se pode ou não comprar, leve em conta duas coisas:

    • Salário líquido e não o bruto
    • Valor abaixo daquilo que você ganha – isso te ajuda a poupar e não ficar sem dinheiro.

    Passo 4 – Revise suas finanças

    Você vai tirar um tempo para construir seu planejamento e orçamento. Para que eles funcionem de maneira eficaz e sirvam ao propósito de te manter organizado, é preciso que você sempre revise.

    Escolha o seu tempo. Tem gente que prefere diariamente, pois assim não perde nenhum gasto e outras semanalmente. Que tal fazer um esforço nesse começo e todo dia, pode ser depois do jantar ou antes de dormir fazer essas anotações?

    Veja o quanto você gastou diariamente, na semana e por fim no mês. Acompanhando tudo de perto e com atenção, será possível encontrar gastos que podem ser cortados.

    Esse exercício também serve como atenção. Quando fizer um gasto desnecessário e anotar em sua planilha, vai sentir um pouco desconfortável, o que motiva a não repetir o erro.

    Enfim, não deixe sua planilha paradinha. Alimente sempre suas informações.

    Passo 5 – Regra 50-15-35

    Se você acompanha nosso blog, já deve ter visto esta regra por aqui. Essa maneira de poupar e organizar as finanças, é uma das mais famosas. Se você ainda não conhece, veja:

    Quando seguimos uma regra, fica bem mais fácil criar uma disciplina com o nosso orçamento. Por isso, para praticar o 50-15-35, basta dividir os seus gastos. Dessa forma:

    Dos seus ganhos, separe:

    • 50% para gastos essenciais
    • 15% para prioridades financeiras
    • 35% estilo de vida/lazer

    Ou seja, metade do seu salário, deve ser para você viver com tudo o que precisa, aqueles gastos indispensáveis.

    As prioridades financeiras, são para quem tem dívidas, parcelamentos. Caso a situação esteja boa por aí e você não tenha dívidas, pode poupar este valor (15%).

    Já seu estilo de vida, os 35% reservados do seu salário, podem ser usados para seu lazer ou estilo de vida. Viagens que você queira fazer, um jantar e tantas outras coisas que te fazem bem.

    É importante destacar que, este é um plano que você pode seguir e que dá bastante certo. Entretanto, se ele não condiz com o seu momento financeiro, estabeleça uma regra que te atenda.

    Mas, para que seu orçamento fique bem organizado sempre e você saiba o quanto destinar para cada coisa, crie uma regra. Você vai ver como fica mais fácil!

    Passo 6 – Crie uma rotina

    Lembra do passo 4 em que eu falo sobre revisar suas finanças? Então, o passo 6, além de reforçar, eu quero te lembrar de uma coisa bem importante: manter uma rotina.

    Essa tarefa é extremamente importante para um bom começo em relação a organização das finanças. Isso se deve ao fato de que você não está acostumado a gerir seu dinheiro.

    Você vai ver que, daqui um tempo, se você fizer tudo com atenção e rotina, vai estar craque em organizar suas finanças quase que de cabeça. Praticamente automático em saber separar seu orçamento e não ficar sem dinheiro por falta de planejamento.

    Isso acontece de verdade, te garanto! Por isso, não dê bobeira quando começar, crie uma rotina. Anote tudo!

    Passo 7 – Aplicativos de celular para controle financeiro

    Esse passo 7 é um bônus. Se você tem prática com celular ou quer se esforçar para ter as finanças sob controle na palma da sua mão, quando quiser e estiver, essa dica é para você.

    Existem diversos aplicativos que te ajudam a organizar as finanças. Procure por: planejador financeiro em sua loja de aplicativos. Fique tranquilo, estes apps funcionam de maneira gratuita.,

    Mas, porque seria legal para minha organização ter o controle no celular?

    Essa resposta é fácil. O celular anda conosco o dia todo, então fica bem mais prático controlar os gastos. Além disso, você pode atrelar seus gastos do cartão a alguns aplicativos.

    O próprio app também calcula se você está gastando bem ou não e se o seu dinheiro está sendo bem empregado.

    Você aprendeu a sair do vermelho e organizar as finanças?

    Você viu que um bom planejamento não existe só para tirar as contas do vermelho né? Mas, para quem busca essa opção, agora sabe como se manter mais organizado.

    Para que você lembre de tudo, vou deixar uma lista aqui dos 7 passos de como organizar as finanças:

    1 – Envolva toda a família no planejamento, até as crianças;

    2 – Crie um planejamento e orçamento financeiro, eles vão te guiar;

    3 – Coloque sua mente para poupar, pense nos benefícios sempre;

    4 – Revise suas finanças, não as abandone;

    5 – Regra 50-15-35 – crie uma regra para ficar mais fácil separar o dinheiro;

    6 – Crie uma rotina em anotar tudo, principalmente no começo.

    Pronto para organizar as finanças ai em casa? Qualquer dúvida ou sugestão, fale com a gente! Até a próxima!

    Gostou? Deixe seu curtir
    Compartilhe nas suas redes sociais

    Leia a seguir

    • Educação financeira

      Os melhores sites e aplicativos sobre educação financeira

    • Educação financeira

      Educação financeira será matéria obrigatória nas escolas

    • Educação financeira

      10 lições sobre dinheiro que você precisa saber

    • Educação financeira

      Por que é importante ter uma boa educação financeira?

    Ver mais conteúdos

    Veja o que estão comentando

    Cadastre-se e receba grátis as melhores dicas e conteúdos sobre o mundo financeiro
    Ainda não tem uma conta?