Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Auxílio Emergencial: Caixa finaliza calendário do benefício

Por Janaína TavaresPublicado em

No dia 27 de janeiro de 2021, a Caixa Econômica Federal liberou os saques e transferências das últimas parcelas do calendário do Auxílio Emergencial para 3,3 milhões de trabalhadores que não fazem parte do Bolsa Família

Neste caso, o pagamento foi direcionado para os beneficiários que nasceram no mês de dezembro.

Com essa liberação, o banco encerrou o todo o calendário do Auxílio Emergencial, lembrando que os créditos das últimas parcelas do benefício se encerraram no último dia 29 de dezembro de 2021.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Pagamentos finais do Auxílio Emergencial

De acordo com o que foi divulgado pelo governo, as datas de recebimento do Auxílio Emergencial seguiram a ordem de nascimento dos cidadãos.

No dia 28 de janeiro, por exemplo, a Caixa pagou o auxílio para mais 196 mil trabalhadores, que tiveram o benefício aprovado no dia 26 desse mesmo mês. Esses aprovados receberam de uma só vez todas as parcelas a que têm direito. Veja quem foram:

  • Beneficiários que fizeram a contestação no período de 7 a 16 de novembro e de 13 a 31 de dezembro de 2020: 191 mil pessoas;
  • Beneficiários que tiveram o pagamento reavaliado em janeiro de 2021, por causa de atualizações de dados governamentais: cinco mil pessoas.

Importante: você pode consultar a situação do benefício pelo aplicativo do Auxílio Emergencial (iOS ou Android) ou pelo site auxilio.caixa.gov.br.

Novo Auxílio Emergencial em 2021?

No começo de fevereiro de 2021, o site G1 divulgou informações sobre o Benefício de Inclusão Produtiva, que estaria sendo estudado pelo governo federal como uma forma de compensar a falta do Auxílio Emergencial nesse ano.

Portanto, a proposta é de pagar um valor de R$ 200 por três meses para até 30 milhões de pessoas que não tem carteira assinada e estão fora do Bolsa Família.

Fora essa novidade, o site do G1também informou que o governo também planeja oferecer um aumento transitório do valor médio para quem já recebe o Bolsa Família.

Dessa forma, será possível distinguir, de maneira bem clara, o benefício que se refere à assistência social e o benefício pontual para o trabalhador. De acordo com uma fonte do governo, esses três meses serão uma espécie de "período de avaliação".

Conteúdos que você precisa conhecer

Continue com a gente e veja a seleção de artigos que preparamos para você:

Descomplicamos?

Gostou do nosso conteúdo? Qualquer dúvida ou sugestão, comente aqui que vamos te responder. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Janaína Tavares

Jornalista e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, a Janaína (ou Jana). Como redatora, ama os conteúdos sobre dicas financeiras. Preza pela checagem de todas as informações e o conteúdo perfeito para ela, é aquele que ajuda o leitor a resolver um problema, ensinando e orientando o leitor a tomar a melhor decisão.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Marketing digital: House Academy lança curso gratuito

Aneel suspende corte de luz de famílias de baixa renda até setembro; entenda

Zoom: compre produtos na plataforma e ganhe até 7% de cashback

Banco digital: Volkswagen conta com nova modalidade voltada a caminhoneiros

Banco Central pretende lançar sistema que facilita devolução de dinheiro

INSS: prova de vida volta a ser obrigatória; confira os prazos

Confira 21 opções de sites de emprego para quem está em busca de uma vaga

Crédito: Serasa muda cálculo do score; confira como fica