Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Banco digital ou banco tradicional: qual o melhor?

Por Sabrina VansellaPublicado em

Com certeza você já ouviu falar de bancos digitais, não é verdade? Desde que foi aprovado pelo Banco Central operações financeiras por meio de plataformas online em 2011, os bancos digitais tem demonstrado cada vez mais aceitação da população.

Mas há aqueles que preferem o tradicional banco físico, que ainda continuam sendo os mais populares no país.

Agora, entenda as diferenças entre esses bancos, e quem sabe, abrir uma conta em algum deles.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Qual as principais diferenças entre o banco tradicional e o banco digital?

Primeiramente, a principal diferença está na forma como oferecem seus serviços. Nos digitais, tudo é 100% digital, os tradicionais contam com agências físicas.

Para alguns a falta de agência acaba tornando o contato impessoal e sente falta do contato físico para dúvidas. Mas por outro lado, muitos enxergam o banco digital como prático por acelerar a resolução de algumas situações.

Como por exemplo, com a correria da rotina, muitas vezes não é possível estar disponível para enfrentar uma fila e abrir uma conta. Já em bancos digitais, em poucos cliques isso está feito, basta baixar o aplicativo, o que acaba evidenciando o poder de ter um smartphone na palma da mão.

Mas por outro lado, quando o cliente precisa de algum serviço bancário, deve ser feito online. Já com os saques acaba sendo diferente. É necessário ir no caixa de alguma rede bancária física, por exemplo, o Banco24horas, para efetuar o saque.

Menor cobrança de tarifas

O que é mais procurado para aqueles que abrem uma conta digital é a diferença no valor cobrado das tarifas nos bancos tradicionais. Geralmente os bancos físicos cobram taxa de anuidade em cartões de crédito, além de outros valores em transferências, o que não ocorre nos digitais.

Atendimento online

Com certeza a praticidade é um fator determinante na vida de muitos. Para aqueles que já sofreram com espera em filas de bancos ou até mesmo no atendimento telefônico com alguns problemas simples.

Basicamente pela falta de agência físicas, o banco digital desenvolveu a possibilidade de resolver praticamente todas as questões no próprio aplicativo. Geralmente os jovens optam por esta opção, diferente dos que sentem maior necessidade de um atendimento personalizado.

Transparência em educação financeira

Bancos digitais como Banco Inter, Next, Nubank, Neon, dentre outros, acabaram investindo em desenvolver aplicativos com ferramentas que ajudam o usuário controlar suas finanças. Podendo até mesmo copilar gastos e comparar com outros meses.

Confiança

O que muitos acabam se queixando é da falta das agências físicas nos bancos digitais, um sentimento de confiança que incomoda os que estão acostumados. Mesmo que muitos vão menos de uma vez por mês ao banco, acaba sendo um serviço essencial para muitos. 

Além de demonstrar um ponto de segurança com a opção de resolver um problema caso algo dê errado. O que acaba sendo um vantagem que o banco tradicional oferece.

Informamos?

Esperamos que tenhamos tirado todas as suas dúvidas. Se tiver alguma, faça um comentário! Até a próxima.

Leia também:

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Sabrina Vansella

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos noticiosos e sobre dicas financeiras. Procura simplificar e melhorar a qualidade de vida dos usuários e, para isso, preza por uma pesquisa assídua e uma escrita clara.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Imposto de renda: saiba como sair da malha fina

Aumento da energia: saiba quais são os vilões da conta de luz

Aneel aciona bandeira vermelha em patamar 2 e impacta economia brasileira

Organizze: veja o passo a passo de como usar o aplicativo para controlar suas finanças

A melhor forma de utilizar o dinheiro da restituição do IR 2021

Cashback: guia completo

Dia dos namorados: como economizar?

5 dicas para você cuidar do seu dinheiro e gastar sem culpa