Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Bancos podem perder participação no mercado se não investirem em digitalização

Por Camila SilveiraPublicado em

De acordo com um novo estudo da Mambu, fintech de soluções bancárias na nuvem, e da The Financial Times Focus, mais de 71% dos executivos de bancos da América Latina e 67% do mundo todo podem perder participação no mercado dentro de dois anos, se não investirem em digitalização.

O estudo "Evolua ou seja extinto" consultou mais de 500 executivos sêniores de bancos do mundo inteiro, inclusive do Brasil, para entender suas percepções do setor bancário atualmente e para o futuro.

Os resultados reforçam a urgência na modernização dessas instituições, já que 44% dos entrevistados da América Latina e 58% do mundo preveem o fim de seus negócios dentro dos próximos cinco ou dez anos, a não ser que mudem drasticamente seus modelos de negócio e tornem-se bancos digitais.

Entre os entrevistados mundiais, 53% confessam estar correndo riscos de perder as metas da transformação digital, índice também admitido por 45% dos executivos latinos que responderam à pesquisa.

O estudo mostra que a crise gerada pela Covid-19 foi um dos fatores mais importantes para o desenvolvimento de estratégias e bancos digitais. 

Os bancos aproveitaram essa oportunidade para redefinir seus relacionamentos com os clientes por meio da inclusão financeira. Em toda a região, 57% dos executivos veem o aumento da inclusão como um dos maiores benefícios para a construção de um modelo bancário, centrado no consumidor, por meio da digitalização.

Segundo a pesquisa, a maioria (83%) dos líderes do setor bancário da América Latina concorda que substituir modelos mais conservadores por um propósito social evolutivo é essencial para suas estratégias de crescimento.

Processo lento e muitos desafios

No entanto, o progresso para essa direção é lento e os desafios que os bancos enfrentam ao se afastarem dos serviços tradicionais, rumo ao digital, são muitos.

Menos da metade dos executivos entrevistados descrevem as estratégias digitais dos seus bancos como "maduras" ou "avançadas". A pesquisa mostra que é necessário um maior aproveitamento das oportunidades de inovação com o ecossistema de fintechs.

Mas, ainda que os líderes visionários enxerguem os benefícios da digitalização dos bancos, percepções ultrapassadas acerca do setor podem desacelerar o progresso em um momento em que as metas ESG e a experiência do consumidor são consideradas como os principais motores de crescimento do futuro.

Segundo 78% dos executivos da América Latina e 74% do mundo todo, gigantes da tecnologia, como a Amazon e Google, serão donos das maiores fatias do mercado do setor bancário em cinco anos. O estudo mostra que esse é o momento ideal para os bancos fazerem investimentos significativos em suas ofertas digitais.

Descomplicamos?

Ajudamos você com esse conteúdo? Esperamos que sim. Em caso de dúvidas ou sugestões, deixe o seu comentário para nós. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros. Boa parte do seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Black Friday 2021: pesquisa antecipa o que as pessoas querem comprar

Bancos podem perder participação no mercado se não investirem em digitalização

85% das pessoas que instalam apps dos bancos digitais não viram clientes, diz pesquisa

Consumidor busca banco digital pela baixa burocracia, diz pesquisa

Conheça 15 aplicativos que vão te ajudar a economizar

Mais brasileiros montaram reserva de emergência durante a pandemia

Comparativo: Nubank Ultravioleta ou C6 Carbon?

Pesquisa aponta que número de jovens que se tornaram MEIs na pandemia aumentou