Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Bandeiras tarifárias da conta de luz: entenda

Por Camila SilveiraPublicado em

Todo mês, as bandeiras tarifárias estão sinalizadas na conta de energia, porém, a maioria das pessoas não sabe o que elas representam. Com o propósito de ajudar você a entender o que é esse sistema, criamos este artigo. Ficou interessado? Continue a leitura e esclareça todas as suas dúvidas.

O que são bandeiras tarifárias?

O sistema de bandeiras tarifárias foi implementado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) por meio da Resolução Normativa nº 547/13 de 16 de abril de 2013.

Ele passou a valer no ano de 2015 para todo o Sistema Interligado Nacional (SIN), exceto em Roraima, que não faz parte dele.

O propósito das bandeiras tarifárias é informar o consumidor quando a energia ficará mais cara ou barata. Sendo assim, elas indicam o custo da conta de luz, considerando um valor mais alto conforme as condições para sua geração.

Nos dias de hoje, existem diversas formas de gerar energia no Brasil como, por exemplo, solar, biomassa, eólica, entre outras, porém, a mais barata é gerada nas hidrelétricas, que dependem do nível de águas nos reservatórios para a geração.

Homem desconfiado com a mão no queixo

Com o seu score calculado, você descobre o produto financeiro ideal para você!

Calcule o seu score de forma gratuita, rápida e segura e tenha acesso a centenas de cartões de crédito e outros produtos financeiros.
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Ao criar uma conta você aceita nossos termos de uso política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

Os períodos de chuvas são suficientes para abastecer as hidrelétricas do país, fazendo com que a energia fique mais barata, porém, nos períodos de seca, é necessário acionar as usinas termelétricas, que possuem uma geração mais cara.

Esse aumento no custo da geração é repassado ao consumidor cativo por meio das bandeiras tarifárias.

Conheça os tipos de bandeiras tarifárias

  • Bandeira verde: significa que as condições estão boas para a geração de energia, logo os custos são reduzidos. Não implica em nenhum acréscimo na conta de luz;
  • Bandeira amarela: representa que as condições de geração da energia estão menos favoráveis, com custo um pouco mais alto. A tarifa sofre acréscimo de R$ 1,35 para cada 100 quilowatt-hora (kWh) consumido;
  • Bandeira vermelha – patamar 1: significa que as condições de geração da energia estão com custos mais altos. A tarifa sofre acréscimo de R$ 4,17 para cada 100 quilowatt-hora (kWh) consumido;
  • Bandeira vermelha – patamar 2: sinaliza que as condições de geração da energia estão com custos ainda mais altos. A tarifa sofre acréscimo de R$ 6,25 para cada 100 quilowatt-hora (kWh) consumido.

Descomplicamos?

Esperamos ter ajudado você com esse conteúdo. Em caso de dúvidas ou sugestões, deixe o seu comentário para nós.

Aproveite e leia também: Como consultar contas de luz atrasadas?

Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros. Boa parte do seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Conheça 5 aplicativos que enviam dinheiro para o exterior

Quais mudanças o Open Banking traz para a nossa vida financeira?

BRL: entenda o que essa sigla significa na sua fatura do cartão

Corte 17 despesas mensais que podem se transformar em renda extra

Aplicativos para aumentar score de crédito: verdade ou mito?

Tag Itaú de passe livre em pedágios e estacionamentos: conheça e veja como solicitar

Pagar passagem de ônibus com cartão de débito ou crédito: veja como

Prêmio de 1,5 milhão do BBB: saiba quanto rende na poupança e em outros investimentos