Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos

Bolsa Família: quais as novidades em 2021?

Por Janaína TavaresPublicado em

O programa de transferência direta de renda, mais conhecido como Bolsa Família, atende mais de 14 milhões de famílias brasileiras em situação de pobreza e de extrema pobreza.

Por isso, ele é um dos benefícios sociais mais importantes do país. Contudo, nesse ano, o governo federal pretende realizar algumas alterações nele com o intuito de incluir mais famílias no programa, dentre outros detalhes que você pode ver logo a seguir.

Mudanças para o Bolsa Família em 2021

Em 2020, o governo tentou várias vezes criar um novo programa que conseguisse substituir o Bolsa Família. Seria um programa de renda mínima permanente após a pandemia do novo coronavírus, chamado de Renda Brasil.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Contudo, o desenvolvimento dessa proposta não foi pra frente, como você pode conferir neste artigo:

Devido a essa situação, o governo deve ainda trabalhar com o Bolsa Família em 2021, mas com algumas mudanças. Essas alterações têm como objetivo aumentar o número de beneficiários, assim como reajustar os valores do benefício.

Entre as novidades para esse ano, o Bolsa Família pode contar com alguns diferenciais:

  • Pagamento de um ticket médio superior a R$ 200;
  • Ajuste na renda para ingressar mais 300 mil novas famílias no programa;
  • Renda das famílias em situação de extrema pobreza subirá para cerca de R$ 92 por pessoa;
  • Renda das famílias em situação de pobreza subirá para cerca de R$ 192 por pessoa;
  • Criação de três bolsas por mérito (escolar, esportivo e científico).

Quem pode usar o Bolsa Família em 2021?

Esse programa foi criado para atender, exclusivamente, famílias pobres ou de extrema pobreza. Por isso, podem fazer parte do Bolsa Família:

  • Famílias com renda por pessoa de até R$ 89 mensais (em situação de extrema pobreza);
  • Famílias com renda por pessoa entre R$ 89,01 e R$ 178 mensais, com crianças ou adolescentes de zero a 17 anos (famílias em situação de pobreza).

Além disso, o valor pago por esse programa tem um preço médio de R$ 192, mas que pode variar conforme o beneficiário que está sendo atendido pelo Bolsa Família (em alguns casos, o valor pode ser de R$ 41 ou até R$ 205).

Conteúdos que você precisa conhecer

Aproveite esse momento para explorar outros artigos da Foregon que também podem ser do seu interesse:

Descomplicamos?

Esperamos ter ajudado você com o nosso conteúdo. Em casos de dúvidas ou sugestões, envie seu comentário para que possamos responder. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Janaína Tavares

Jornalista e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, a Janaína (ou Jana). Como redatora, ama os conteúdos sobre dicas financeiras. Preza pela checagem de todas as informações e o conteúdo perfeito para ela, é aquele que ajuda o leitor a resolver um problema, ensinando e orientando o leitor a tomar a melhor decisão.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

20 filmes indicados ao Oscar 2021 para ver em plataformas de streaming

Visa permite o uso de criptomoedas em sua rede de pagamentos

Visa e Mastercard podem usar o WhatsApp para pagamentos

Auxílio Emergencial 2021: confira os calendários de pagamentos

Gravvity: nova rede social pagará usuários para verem publicidade

Serasa Experian oferece curso gratuito para empreendedores

Contas de luz terão bandeira amarela no mês de abril

Imposto de Renda 2021: descubra se há erros na declaração antes de enviá-la

  1. Home
  2. Conteúdo
  3. Notícias sobre economia e finanças