Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Bolsonaro suspende proposta atual do Renda Brasil

Por Camila SilveiraPublicado em

O presidente da república, Jair Bolsonaro (sem partido), anunciou no dia 26 de agosto em um evento na Usiminas em Minas Gerais, que a atual proposta do Renda Brasil está suspensa. O programa está em desenvolvimento para unificar o Bolsa Família e outros programas sociais e substituir o auxílio emergencial de R$ 600.

No entanto, Bolsonaro não concordou com a proposta do Renda Brasil, pois não pretende retirar os recursos de outros programas sociais para custear o novo programa do Governo. "Ontem discutimos a possível proposta do Renda Brasil, e falei ‘Está suspenso’. A proposta não será enviada ao parlamento. Não posso tirar de pobre para dar a paupérrimos", afirmou.

"Não podemos fazer isso aí, como, por exemplo, a questão do abono para quem ganha até dois salários mínimos, que seria um 14º salário. Não podemos tirar isso de 12 milhões de pessoas para dar ao Bolsa Família, ao Renda Brasil ou como for chamar esse novo programa", concluiu. (Informações retiradas do G1).

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Além das declarações, o Ministro da Economia, Paulo Guedes, sugeriu que o pagamento do Renda Brasil fosse de até R$ 250, no entanto, Bolsonaro deseja um valor maior.

Em meio às divergências entre Guedes e o presidente, por volta das 13h15 do dia 26 de agosto, o dólar subia para 1,18% negociado a R$ 5,59 e o Ibovespa caia 1,54% aos 100.546 pontos.

Divergências entre Bolsonaro e Guedes

O presidente do país destacou que estava insatisfeito com a proposta e com os rumos da discussão com a equipe de Paulo Guedes sobre o novo programa do Governo. De um lado, o Bolsonaro destacando que deseja manter os programas sociais existentes, de outro Guedes defendendo a eliminação de benefícios não tão distributivos para aperfeiçoar o Renda Brasil.

Auxílio emergencial

De acordo com o Bolsonaro, o auxílio emergencial vai permanecer até dezembro, com o novo valor de R$ 300 para cada parcela. "Ou o Brasil começa a produzir, fazer o plano que interessa a todos nós, que é o emprego, o melhor plano social que existe, ou estamos fadados ao insucesso", afirmou.

Gostou do conteúdo?

Esperamos que sim. Qualquer dúvida sobre o assunto, deixe um comentário para nós e até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros. Boa parte do seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Auxílio Emergencial: governo decidirá se vai estender o benefício nesta semana

Uber cobrará mais caro para quem quer ser atendido com prioridade; entenda

INSS garante direitos para motoristas de aplicativo

Méliuz: novo cartão deve ser lançado em janeiro 2022

Vivo oferece vagas de emprego presencial e home office; confira

Banco BV oferece novas funcionalidades através do teclado do celular: entenda

Nubank permitirá compra e venda de ações direto no aplicativo: saiba mais

PIS/Pasep 2022: veja quais são os valores previstos