Foregon.comConteúdos

    Brasil terá nova gasolina a partir de agosto: saiba mais

    Por Camila SilveiraPublicado em
    Compartilhe

    A Agência Nacional do Petróleo (ANP) determinou novas especificações para o combustível comum e premium, que deverão ser seguidas a partir do dia 03 de agosto. A nova gasolina terá mais qualidade e deixará os carros mais eficientes, pois reduzirá o consumo de combustível e as emissões de poluentes.

    De acordo com a Petrobras, o litro da nova gasolina ficará mais caro, porém, ainda não existe uma estimativa de quanto será esse aumento. Pode-se afirmar apenas que, embora o motorista tenha que pagar mais pelo combustível, o automóvel percorrerá mais quilômetros com um litro de gasolina.

    Mudanças da nova gasolina

    De acordo com especialistas do assunto, a nova gasolina contará com alterações físico-químicas que deixam o combustível comercializado por aqui mais semelhante ao que é vendido na Europa e Estados Unidos. Além disso, ela tende a ser mais eficiente, especialmente em carros mais modernos.

    Imperdível
    Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
    Ver cartão
    Encerra em 16:20

    Apesar da maioria da gasolina feita no Brasil seguir uma dessas novas especificações, agora isso será obrigatório e padronizado a partir do dia 03 de agosto, com prazo adicional de 60 dias para refinarias e de 90 dias para postos acabarem como estoque do combustível antigo. 

    Entenda essas modificações em termos científicos

    Massa específica

    Uma das alterações será a introdução de uma massa específica mínima de 715 kg/m³ na gasolina. Essa massa específica é a quantidade de uma substância em um determinado volume. De acordo com o engenheiro Everton Lopes, a gasolina feita no Brasil já está próxima desse valor, mas as importadas têm o risco de vir com a massa menor.

    Isso quer dizer que, quando a massa específica está muito baixa, o conteúdo energético por litro diminui e, como resultado, o consumo aumenta.

    Ocatnagem

    Outra novidade é inserção de um novo padrão na contagem da octanagem da gasolina. O octano refere-se ao nível de resistência à combustão dentro do motor. De acordo com Lopes, quanto maior for o número de octanos, mais resistente será o combustível à queima e mais próximo do melhor nível de eficiência ele estará.

    Dois padrões de octanagem

    Somente um padrão de mensuração da octanagem, chamado de MON, era divulgado, com octanagem mínima de 82. Hoje, a gasolina também contará com a metodologia RON, mais apropriada aos motores modernos, com octanagem mínima de 92. A partir do dia 22 de janeiro de 2021, o indíce subirá para 93.

    Isso quer dizer que, apesar dos octanos não representar um ganho real no desempenho, ajuda na economia do combustível e preserva os motores.

    Produção da nova gasolina

    A Petrobras afirma que a produção da nova gasolina não será difícil, até porque as refinarias são bem ajustáveis aos novos padrões. Esse é um dos motivos do porquê o combustível é mais caro no Brasil.

    É interessante saber que a gasolina não será alterada da noite para o dia, pois parte das alterações já estão sendo realizadas. Além disso, alguns aspectos da gasolina nacional não sofrerão mudanças, como a porcentagem de etanol misturado, permanecendo em 27% para as gasolinas comum e aditivada e 25% para a premium.

    Descomplicamos?

    Esperamos ter ajudado você a entender mais sobre a nova gasolina. Qualquer dúvida sobre o assunto, deixe um comentário para nós e até a próxima!

    Gostou? Deixe seu curtir
    Compartilhe nas suas redes sociais

    Leia a seguir

    • Notícias sobre economia e finanças

      Bolsonaro suspende proposta atual do Renda Brasil

    • Notícias sobre economia e finanças

      Como negociar dívidas com a Caixa e ter descontos de até 90%?

    • Notícias sobre economia e finanças

      Governo apresenta novas regras de quem pode receber o Auxílio Emergencial

    • Notícias sobre economia e finanças

      Candidatos inelegíveis poderão concorrer às eleições 2020: entenda

    Ver mais conteúdos

    Veja o que estão comentando

    Principais conteúdos

    Principais assuntos

    1. Home
    2. Conteúdo
    3. Notícias sobre economia e finanças