Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Câmara aprova empréstimo consignado para beneficiários de programas sociais

Por Sabrina VansellaPublicado em

Próximo ao período eleitoral, a Câmara aprovou uma nova medida provisória que passa a permitir o empréstimo consignado para beneficiários de programas sociais, aguardando somente a sanção presidencial para a medida se tornar lei. Apesar de parecer uma boa notícia, diversos especialistas afirmam que essa alteração pode estimular o endividamento das pessoas.

Por outro lado, o relator Davi Alcolumbre acredita que a nova medida vai conseguir auxiliar as famílias mais vulneráveis que precisam de uma grana extra. É importante ressaltar que ampliar o acesso ao crédito não anula a necessidade de gerar mais empregos e controlar a inflação no país.

Para entender como a nova medida aprovada que amplia o acesso ao empréstimo consignado para beneficiários de programas sociais, continue a leitura do artigo!

Empréstimo consignado para beneficiários de programas sociais: como vai funcionar?

Antes da aprovação da medida provisória, o empréstimo consignado estava disponível para aposentados, pensionistas do INSS, funcionários públicos e trabalhadores com carteira assinada. As grandes vantagens nessa modalidade de empréstimo estão nas taxas de juros menores, na facilidade de contratação e no oferecimento de prazos de pagamentos mais longos.

No momento, a MP aprovada pelo Senado elevou a margem consignável de 35% para 40% aos empregados CLT e de 40% para 45% aos aposentados da previdência.

Homem desconfiado com a mão no queixo

Com o seu score calculado, você descobre o produto financeiro ideal para você!

Calcule o seu score de forma gratuita, rápida e segura e tenha acesso a centenas de cartões de crédito e outros produtos financeiros.
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Ao criar uma conta você aceita nossos termos de uso política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

A grande novidade está na inclusão dos beneficiários do Benefício de Prestação Continuada (BPC) que podem comprometer até 45% da renda com o empréstimo consignado e os beneficiários do Auxílio Brasil que contam com uma margem consignável de até 40% do valor recebido do benefício.

É válido relembrar que o aumento do Auxílio Brasil de R$ 400 para R$ 600 acaba no fim de 2022. Por isso, é preciso ter cuidado antes de contratar o empréstimo consignado sem nenhum planejamento financeiro, pois as chances de endividamento aumentam.

Portanto, ressaltamos a necessidade de avaliar as ofertas de empréstimo consignado e comparar as taxas de juros em diversas instituições financeiras caso você precise pegar dinheiro emprestado.

Informamos?

Esperamos que esse artigo tenha sido útil para você. Caso tenha alguma dúvida ou sugestão, faça um comentário.

Até mais! 😉

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Sabrina Vansella

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos noticiosos e sobre dicas financeiras. Procura simplificar e melhorar a qualidade de vida dos usuários e, para isso, preza por uma pesquisa assídua e uma escrita clara.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Entenda o novo RG digital

Auxílio Brasil de R$ 600: confira o calendário de pagamentos em agosto

Auxílio Brasil de R$ 600: confira as mudanças no calendário de pagamentos

Horário bancário: confira o funcionamento dos bancos

Calendário PIS/PASEP 2022: quando sacar meu Abono Salarial?

BC pode dar fim aos cartões de crédito sem anuidade

Credicard muda para iti: confira as principais atualizações

PicPay: saiba como conseguir até 10% de cashback comprando crédito iFood