Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos

Câmbio para viagem: 7 dicas para aproveitar melhor o dinheiro

Por Janaína TavaresPublicado em

Está pensando em viajar para o exterior e quer aproveitar da melhor forma possível o seu dinheiro? Então, preste atenção porque o câmbio para viagem faz toda a diferença na hora de colocar o pé na estrada. Confira as nossas dicas:

Conheça 7 dicas para usar câmbio de viagem

– Compreenda o câmbio: entenda que no câmbio, o dinheiro é considerado uma mercadoria. Você não "troca" moeda, mas vende uma para comprar outra. Por isso existem preços de venda e de compra.

A ideia é que você venda uma mercadoria que "não serve" para comprar uma que precisa (no caso, a moeda do país de destino). Lembre-se que o dólar é o parâmetro pelo qual o real é cotado em relação a todas as moedas. Se ele fica mais caro, todas as moedas também ficam.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

– Organize os possíveis gastos: é hora de se planejar! Veja quanto pretende gastar, colocando uma margem para imprevistos. O destino de escolha e a moeda local influenciam muito no planejamento financeiro. Por isso, é sempre bom pesquisar sobre os lugares e a economia local do país que vai visitar.

– Pesquise o câmbio para viagem: viajar para o exterior requer, pelo menos, seis meses de planejamento. Desse modo, você garante melhores preços de passagens e hotéis. Além disso, crie o hábito de pesquisar câmbio, vendo os preços todo dia e analisando quedas e altas.

Fique atento caso queira ir em casas de câmbio. As que ficam próximas de atrações turísticas ou perto de shoppings podem ser mais caras.

– Nada de comprar moedas fracas no Brasil: moedas como pesos chilenos, colombianos, mexicanos, uruguaios e argentinos, além dos soles peruanos, são alguns exemplos de moedas fracas em nosso país.

Se for viajar para esses locais, é mais fácil comprar dólares americanos no Brasil e trocar pela moeda local no país de destino. Mesmo sendo taxado duas vezes, ainda assim a economia é vantajosa.

– Veja onde o Real não é valorizado: levar real para Europa, Estados Unidos, Colômbia, Peru e México, além de outros destinos é jogar dinheiro fora. Em locais onde o real não é valorizado, o turista vai sair perdendo. A melhor opção é levar dólar ou talvez outra moeda forte do local.

– Escolha sempre a moeda local: sempre é bom trocar seu dinheiro pela moeda do local de destino, com exceção de alguns casos. Fazer várias transações com diferentes moedas acarreta em duplas taxas e sobrepreço.

– Fuja de câmbio para viagem no aeroporto: tome cuidado quando for comprar moeda no Brasil e fazer câmbio para viagem no exterior.

Se você chegar ao destino sem dinheiro local, troque no aeroporto apenas o mínimo para pegar transporte até o hotel ou uma casa de câmbio com tarifas melhores. Peça por indicações ao gerente do hotel.

Curtiu as nossas dicas de hoje? Se ainda tiver alguma dúvida, é só comentar aqui embaixo.

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Janaína Tavares

Jornalista e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, a Janaína (ou Jana). Como redatora, ama os conteúdos sobre dicas financeiras. Preza pela checagem de todas as informações e o conteúdo perfeito para ela, é aquele que ajuda o leitor a resolver um problema, ensinando e orientando o leitor a tomar a melhor decisão.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Algar Telecom: conheça os diferentes planos de celular

Placa Mercosul: como é o emplacamento em outros países e quais as diferenças

Hotmart Pocket: dúvidas frequentes

Como colocar a nova placa Mercosul?

Placas Mercosul: conheça seu histórico e os preços em cada estado

Placa Mercosul: dúvidas frequentes

Saiba o que mudou no projeto das placas do Mercosul e tire suas dúvidas

Banco digital ou banco tradicional: qual o melhor?