Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Cartão de crédito: endividamento atinge 72% dos brasileiros

Por Nara LimaPublicado em

O cartão de crédito pode sim ser um grande aliado das finanças quando utilizado com sabedoria, no entanto, essa não é a realidade de grande parte dos brasileiros.

De acordo com levantamento realizado pela Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste), o cartão de crédito foi o responsável pelo endividamento de 72% dos moradores das duas mais populosas cidades do país, Rio de Janeiro e São Paulo.

Endividamento por cartão de crédito 2022

Em 2021, a taxa alcançou 81%, porcentagem mais alta que a atual, entretanto, segundo a pesquisa, a proporção de entrevistados que se consideram muito endividados passou de 18% em 2021 para 23% em 2022.

O cartão de crédito não foi o único responsável pelas dívidas entre as famílias brasileiras. O desemprego e o cheque especial, correspondendo, respectivamente, a 44% e 42%, também ganharam destaque entre os principais causadores do endividamento.

O levantamento foi realizado com 500 pessoas, com idades entre 18 a 70 anos. O público consultado tem média de idade de 44 anos.

Endividamento: São Paulo x Rio de Janeiro

Em comparação aos paulistas, os cariocas têm sido mais afetados por essa questão. Enquanto cerca de 26% dos moradores do Rio de Janeiro se consideram muito endividados, em São Paulo, a proporção de pessoas com dívidas é de 21%.

Homem desconfiado com a mão no queixo

Com o seu score calculado, você descobre o produto financeiro ideal para você!

Calcule o seu score de forma gratuita, rápida e segura e tenha acesso a centenas de cartões de crédito e outros produtos financeiros.
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Ao criar uma conta você aceita nossos termos de uso política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

O levantamento mostra que esse cenário é mais comum, principalmente, entre aqueles que recebem de um a dois, e dois a cinco salários-mínimos. Os dados ainda apontam que 64% dos entrevistados que têm renda familiar acima de dez salários-mínimos afirmam não ter nenhuma dívida.

Em 2022, 46% da população carioca já deixou de pagar uma conta. Já entre os paulistas, o índice corresponde a 40%.

Dica Foregon

Ter uma boa organização financeira é o primeiro passo para deixar as dívidas bem longe do seu bolso. No Portal da Foregon você encontra diversos conteúdos que podem te ajudar a lidar com o dinheiro de uma melhor forma.

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Nara Lima

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, gosta de escrever sobre educação financeira. Preza pela facilidade da leitura e pela checagem das informações, buscando produzir um conteúdo de leitura simplificada e que sane as dúvidas do leitor.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Bandeira verde deixará a conta de luz mais barata?

PicPay Card: anuncia fim da promoção de cashback de 5%

Conheça a nova função de consulta ao score de crédito do PicPay

Falha de sistema no C6 Bank resulta em desvio de R$ 23 milhões

Nova margem consignável para empréstimos em 2022 será de até 40% do benefício

Conheça as 8 mulheres mais ricas do Brasil em 2022

4 dos 10 bancos mais rentáveis do mundo são brasileiros

Saque extraordinário do FGTS: nascidos em fevereiro poderão sacar R$ 1 mil a partir do dia 30