Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Cartão de crédito: o que acontece quando se paga o mínimo da fatura?

Por Nara LimaPublicado em

O cartão de crédito pode ser uma boa opção para a realização de compras, no entanto, é preciso ter na ponta do lápis todos os gastos que foram feitos com ele durante o mês. Mas, se mesmo assim o bolso apertou e não sobrou dinheiro para pagar a fatura, é possível pagar apenas seu valor mínimo.

É importante frisar que o saldo devedor restante, calculado pelo total menos o que foi pago, entra no crédito rotativo, uma modalidade que conta com altas taxas de juros. 

Mínimo do cartão de crédito

Pagar o mínimo do cartão de crédito significa quitar apenas uma porcentagem da dívida, deixando o restante para ser liquidado no próximo mês, com acréscimo de juros. 

A porcentagem que equivale ao pagamento mínimo deve vir especificada e costuma variar de acordo com o perfil do cliente.

Pagar ou não pagar

Entre pagar o mínimo e não pagar nada, claro que a primeira opção é a mais viável. Isso porque se você não liquidar nem o mínimo, você se tornará inadimplente e, no momento que for pagar a fatura, terá cobrança de juros ainda mais altos.

Se a situação estiver realmente complicada, uma dica é analisar um empréstimo pessoal, já que a modalidade apresenta taxas e juros menores. 

Vale lembrar que não é possível pagar apenas o mínimo do cartão de crédito por meses seguidos. De acordo com as novas regras do Banco Central, impostas em 2017, o saldo devedor deve ser pago até a data da fatura seguinte ou ser parcelado em condições mais favoráveis.

Entretanto, o titular do cartão pode usar o crédito rotativo novamente para novas compras e pagar apenas o mínimo, enquanto parcela o que deve do mês anterior. Essa não é uma boa opção, pois pode causar uma bola de neve com as dívidas.

Não fique com o nome sujo

Se você não pagar a fatura do cartão de crédito, se tornará inadimplente e pode ter seu nome negativado.

Agora você já sabe: controle seus gastos e prefira sempre pagar o valor total da fatura para evitar a cobrança de taxas. Se não for possível pagar de uma vez, pague pelo menos o mínimo, dessa forma, seu nome não é sujo e seu score de proteção ao crédito não é prejudicado.

Descomplicamos?

Esperamos que esse conteúdo tenha sido útil para você. Em caso de dúvidas ou sugestões, deixe uma mensagem aqui embaixo!

Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Nara Lima

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, gosta de escrever sobre educação financeira. Preza pela facilidade da leitura e pela checagem das informações, buscando produzir um conteúdo de leitura simplificada e que sane as dúvidas do leitor.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Conheça o novo Cartão Virtual Recorrente do Itaú Unibanco

10 cartões de crédito para Pessoa Física

Cartão de crédito Méliuz: quanto de cashback posso receber?

Melhores cartões de crédito para acumular pontos: conheça

Cartão de crédito sem anuidade: entenda qual é a melhor opção para seu plano de finanças

Conheça o novo cartão do Banco Original e ganhe até 1,5% de cashback

Anuidade grátis no cartão de crédito: o que isso significa?

iFood e Elo lançam cartão que pode ser usado para alimentação e refeição