Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Cibercrimes: Brasil é o 5º maior alvo global de ataques de hackers

Por Sabrina VansellaPublicado em

Os cibercrimes são responsáveis por prejuízos constantes em empresas brasileiras. No âmbito global não é diferente, neste ano, hackers conseguiram uma quantia total de US$ 6 trilhões, de acordo com a consultoria alemã Roland Berger. Por isso, o principal desafio é conseguir deter este crime, que se aperfeiçoa com o tempo.

Cibercrimes no Brasil

O Brasil vem sendo atacado e no primeiro semestre de 2021 o volume de ataques ultrapassou os números do ano passado e chegou a um total de 9 milhões de ocorrências.  O principal crime cometido é o chamado ransomware, semelhante a uma chantagem, o acesso ao público é restringido nas plataformas online e, geralmente, é cobrado o resgate em criptomoedas para que o sistema seja restabelecido.

"O tema de cibersegurança já vem evoluindo no Brasil e no mundo na última década. Hoje, isso não tem apenas relação com a segurança dos dados, mas de infraestrutura", diz o sócio-diretor e especialista em Inovação da Roland Berger, Marcus Ayres.

O principal ponto preocupante, neste caso, é de que as empresas brasileiras apenas minimizem os danos quando os ataques acontecem. No entanto, é preciso entender que este tipo de crime não pode ser prevenido como uma ação pontual e sim como um tema contínuo.

Casos recentes

Nas últimas semanas, muitas empresas que não colocavam os cibercrimes como uma pauta que merecia atenção, mudaram de ideia após o ataque às Lojas Renner. No dia que ocorreu o ransomware, surgiram boatos de que a gangue responsável exigiu o pagamento de 1 bilhão de dólares em criptomoedas para liberar os arquivos da empresa.

Outro momento que gerou certa ansiedade entre os empresários aconteceu recentemente, quando a Secretaria do Tesouro Nacional também foi vítima de cibercriminosos. 

A principal alternativa para contornar esses ataques é a contratação de "hackers do bem", que visam vasculhar possíveis vulnerabilidades e, a partir daí, as empresas elaboram um mapeamento de suas fragilidades para conseguirem reforçar o sistema.

Informamos?

Esperamos que tenha gostado de receber essas informações. Caso tenha alguma dúvida ou sugestão, faça um comentário. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Sabrina Vansella

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos noticiosos e sobre dicas financeiras. Procura simplificar e melhorar a qualidade de vida dos usuários e, para isso, preza por uma pesquisa assídua e uma escrita clara.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Bancos digitais: setor financeiro se expande e empresas buscam profissionais qualificados

Mastercard vai permitir transações com criptomoedas em bancos da rede

Censo 2022: FGV abre concurso para 207 mil vagas temporárias

Número de fraudes contra clientes de bancos cresce para 165% em 2021

BTG+ business fecha parceria com Getnet e amplia oferta a PMEs

Black Friday 2021 Visa: compre com cartões da bandeira e concorra a prêmios

Mais da metade dos consumidores vão fazer suas compras online, durante a Black Friday

Auxílio Brasil: Caixa anuncia calendário de pagamento do benefício