Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos

Cielo Lio+: conheça a maquininha que é um smartphone

Por Guilherme GadelhaPublicado em

Já pensou em transformar o seu smartphone em uma maquininha de ponta? A Cielo LIO+ é a nova aposta da empresa para auxiliar autônomos que precisam de maior mobilidade para vender seus produtos e serviços.

Apesar da novidade super interessante, é importante saber se ela "cabe" no seu bolso, ou seja, se ela é ideal para o seu negócio ou não. Confira aqui quais são as principais características e faça a sua decisão com base no nosso texto.

Cielo

A Cielo é uma empresa de tecnologia que oferece soluções para varejistas de toda a América Latina. Hoje a mesma apresenta uma grande variedade de maquininhas e serviços.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Cielo LIO+

Por conta das diversas opções no mercado, cada vez fica mais difícil encontrar a maquininha ideal para o seu negócio. Sabendo dessa demanda, a Cielo LIO+ busca atender a necessidade de varejistas que precisam de mais mobilidade para vender seus produtos e serviços e por isso, soma a máquina de cartão junto com um smartphone para facilitar.

Benefícios

A maquininha Cielo LIO+ é um smartphone que vira uma máquina de cartão e por isso, é possível usar o seu próprio chip nela. Em relação às bandeiras, mais de 70 opções são aceitas. Contudo, apesar dos beneficios, vale a pena conhecer as outras características.

Taxas

  • Débito: 1,99% – após 1 ano, 2,39%: receba em 1 dia;
  • Crédito à vista: 4,99%: receba em até dois dias;

Em relação ao crédito parcelado, é cobrado uma taxa de 5,59%. O lojista recebe o valor em até dois dias, contudo, este item possui algumas observações. Ela possui um preço fixo por parcela. Para entender melhor, vale a pena conferir o exemplo abaixo:

Venda: R$ 100,00 parcelada em duas vezes;
Taxa de crédito parcelado: 5,59%
Adicional por parcela: 2,99%
Adicional por parcela: 2,99% x2 = 5,98
Desconto total: 5,59% + 5,98 = 11,57%

Como eu recebo as minhas vendas?

Na Cielo, você pode receber as suas vendas de forma automática e livre de transferências. Por isso, não é necessário ter uma conta em banco para obter o valor das suas vendas, possibilitando o resgate do valor total diretamente no cartão.

No entanto, vale lembrar que você também pode receber esse valor na sua conta corrente ou poupança, independentemente de qual banco seja.

Mas esse Smartphone é bom mesmo?

O celular LIO+ é um smartphone que oferece uma boa experiência ao seu usuário. Além dos benefícios que já contamos, ele possui uma tela de 6º HD+ e conta com um encaixe para se transformar na maquininha poderosa da Cielo em apenas um click. Fora isso, ele também conta com alguns outros benefícios. Confira:

Apesar de todas as vantagens, a que se faz mais presente é a versatilidade. Já que a mesma é um smartphone e ao mesmo tempo, uma maquininha de cartão.

Quando custa?

Você pode adquirir a sua LIO+ por 12x de R$ 69,90, ou se preferir, R$ 838,80 à vista no cartão ou boleto. Você pode saber mais sobre ela e fazer o seu pedido clicando aqui.

Existem mais opções de maquininhas?

Atualmente é possível encontrar muitos modelos de maquininhas para o seu negócio. Apesar da LIO+ ser muito interessante, vale a pena comparar outras opções para achar a máquina ideal para o seu momento. Você pode conferir mais detalhes aqui no nosso blog.

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Guilherme Gadelha

Publicitário e Redator na Foregon. Gosta do universo financeiro e tem a escrita como hobby e profissão.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Sipag Net: conheça maquininha do Sicoob

Máquina de cartão Mercado Pago: veja se vale a pena

Maquininhas de cartão iFood: qual é a melhor opção?

Maquininha C6 Bank: confira os modelos, preços e taxas

Máquinas de cartão Cielo agora aceitam Bitcoin: entenda

Qual a melhor máquina de cartão para quem está começando?

Quais são as taxas da máquina de cartão Rede?

Quais são as taxas da máquina de cartão Stone?

  1. Home
  2. Conteúdo
  3. Maquininha