Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Como a ansiedade afeta suas finanças?

Por Sabrina VansellaPublicado em

O Brasil é considerado o país mais ansioso do mundo, o que intensifica as dificuldades financeiras da população. Os dados da Organização Mundial de Saúde apontam que em 2019, foi identificado que 18 milhões _ quase 10% _ dos brasileiros sofriam de algum tipo de ansiedade.

O sentimento de ansiedade está presente em diferentes fases da vida, o que afeta momentos marcantes, como grandes acontecimentos e situações conflituosas. Por exemplo, o momento atual está comprometendo a saúde mental de muitos por conta da crise mundial.

Relação entre saúde mental e dinheiro

Por conta do aumento global de problemas de saúde mental, foram realizados estudos para entender o que a depressão e a ansiedade trazem como consequências entre planejamento financeiro e dinheiro.

O Instituto de Políticas sobre Dinheiro e Saúde Mental apontou dois pontos graves após concentrar pesquisas sobre esse tema:

  • Geralmente, aqueles que sofrem destes problemas tomam decisões financeiras piores, e assim dificulta ainda mais a situação;
  • As dificuldades financeiras também podem desencadear uma série de problemas de saúde, por exemplo, insônia, estresse, depressão e ansiedade.

Uma pesquisa realizada em 2017 mostra o quanto a saúde mental está interligada ao comportamento financeiro, afetando tanto o planejamento quanto a capacidade de tomar decisões. A falta de esperança também pode ser um sentimento que afeta aqueles que acreditam que não merecem uma vida melhor, e assim buscam, indiretamente, o aumento de dívidas com novas compras.

A capacidade financeira fica comprometida?

Conforme analisado pelo Instituto de Políticas sobre Dinheiro e Saúde Mental, capacidade financeira é a habilidade de lidar com as próprias finanças de maneira efetiva. Desde o pagamento de contas, planejamento para imprevistos, a futura aposentadoria, entre outras habilidades. O que afeta o bem estar de muitos, é a necessidade daqueles que precisam sobreviver com menos de R$600 reais por mês, e os que conseguem pagar as contas em dia, estão vivendo um privilégio.

Desafios financeiros para os que sofrem de ansiedade:

  • Evitar fazer compras desnecessárias;
  • Não tomar decisões impulsivas, como pegar um empréstimo;
  • Recordar das tarefas diárias, por exemplo, data da parcela de uma dívida;
  • Analisar documentações;
  • Planejar o orçamento.

Procure ajuda

Caso tenha se identificado com o tema abordado aqui, saiba que é preciso buscar ajuda. Atualmente, existem profissionais que ajudam em todos os estados, no setor público e privado, presenciais ou online. Saiba mais sobre o levantamento feito pelo G1 para entrar em contato com os serviços de atendimento psicológico no Brasil.

Gostou do nosso conteúdo?

Esperamos ter ajudado com essas informações. Se tiver alguma dúvida, faça um comentário. Até breve!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Sabrina Vansella

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos noticiosos e sobre dicas financeiras. Procura simplificar e melhorar a qualidade de vida dos usuários e, para isso, preza por uma pesquisa assídua e uma escrita clara.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Saiba o que é capital e conheça os tipos existentes

Quem recebeu o benefício do Auxílio Emergencial vai receber Auxílio Brasil?

Como usar o CDC Digital para aumentar as vendas?

Como reter talentos na área de tecnologia?

Como conseguir taxas de juros atrativas e não perder dinheiro

Conheça as vantagens do seguro de vida do Nubank

Aplicativo do Auxílio Brasil é lançado: veja como acessar

Detran SP: confira novo cronograma para renovar CNH vencida