Foregon.comConteúdos

Como a faixa salarial interfere no Dia do Consumidor?

Por Jennifer FigueiredoPublicado em
Compartilhe

Pelo sexto ano seguido, foi comemorado o Dia do Consumidor, em 15 de março. A data que vem ganhando notoriedade nas pesquisas nos últimos anos, é vista como um potencial para aquecer as vendas nessa época. Desta forma, diversas marcas e lojas anunciam promoções atrativas a seu público para despertar o interesse pelas compras antecipadas. 

Mas, um quesito importante deve ser levado em conta, antes sair às compras: a faixa salarial. Afinal, qual o poder aquisitivo dos brasileiros atualmente? De que forma isso interfere nas pretensões de compras nessa data promocional? Acompanhe as informações obtidas na pesquisa que realizamos. 

Intenção de Compras no Dia do Consumidor 2020: conheça a pesquisa

Ao todo, 1.500 pessoas de todo o país participaram de uma pesquisa realizada pela equipe de Data Science da Foregon, para compreender o comportamento de compra do público em relação ao Dia do Consumidor 2020. Foram consideradas todas as idades e gêneros, estabelecendo um nível de confiança da apuração em 95%, com margem de erro de 2.5 pontos percentuais. 

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Neste estudo, foram coletados dados a respeito da faixa salarial dos entrevistados, considerando também quem não possui uma fonte de renda. Confira os detalhes a seguir. 

Principal perfil salarial ultrapassa R$ 1 mil entre entrevistados

Antes mesmo de saber sobre o interesse de compra dos pesquisados, foram consideradas suas faixas de renda. Foi observado que a maioria dos perfis que responderam à pesquisa, possuem renda superior a R$ 1 mil. Os dados obtidos constam nessa tabela: 

Faixa salarial Porcentagem de respostas
 Sem rendimento 1%
Até R$ 1.000 12.6%
De R$ 1.001 a R$ 2.000 44.8%
De R$ 2.001 a R$ 5.000 30.7%
De R$ 5.001 a R$ 10.000 6.9%
De R$ 10.001 a R$ 20.000 2.8%
Mais de R$ 20.001 1.2%

Ao considerar o total de pessoas que ganham mais de R$ 20 mil, 61.1% não conhecem ou nunca ouviram falar sobre o Dia do Consumidor. Em comparação aos que possuem uma renda de até R$ 1 mil, essa parcela de pessoas conhecem 27% a mais sobre a data de promoções. 

Pretensão de gasto em compras para o Dia do Consumidor

Apesar da renda elevada, constatamos que o público com maior faixa salarial (mais de R$ 20.001) pretendia gastar menos durante as ofertas do Dia do Consumidor. Enquanto a parcela que desejava gastar mais (de R$ 10.001 a R$ 20 mil), pensava em investir o dinheiro em aquisições como roupas e acessórios, calçados e viagens. 

Faixa salarial Pretensão de gasto
 Sem rendimento R$ 554.29
Até R$ 1.000 R$ 739.44
De R$1.001 a R$ 2.000 R$ 1.162.76
De R$2.001 a R$ 5.000 R$ 993.62
De R$5.001 a R$ 10.000 R$ 1.312.10
De R$ 10.001 a R$ 20.000 R$ 1.462.83
Mais de R$ 20.001 R$ 480.40

Concluímos ainda esse estudo sobre comportamento de compras no Dia do Consumidor 2020 com um dado interessante: as contas em atraso não impedem os interesses do público em adquirir o que deseja.

A disposição para fazer compras durante o período de promoções se mantém, mesmo entre quem possui cobranças atrasadas. Dos 28% de consumidores que admitiram ter outras prioridades de pagamento, 53.1% deles continuaram com o interesse em comprar no Dia do Consumidor. 

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe nas suas redes sociais

Jennifer Figueiredo

Graduanda em Jornalismo pela Universidade do Oeste Paulista e Redatora na Foregon, gosta de falar sobre os produtos financeiros que oferecem as melhores vantagens. Nas horas vagas, procura a companhia de amigos para descontrair.

Ver todos os posts

Leia a seguir

  • Dicas financeiras

    Mibank: conheça

  • Dicas financeiras

    WhatsApp clonado: o que fazer?

  • Dicas financeiras

    Como calcular o valor de uma dívida?

  • Dicas financeiras

    O que é linha de crédito e como obter uma para sua empresa?

Ver mais conteúdos

Veja o que estão comentando

Principais conteúdos

Principais assuntos

  1. Home
  2. Conteúdo
  3. Dicas financeiras