Foregon.comConteúdos

Como comprar carro sem entrada

Por Claudia BorgesPublicado em
Compartilhe

Tem o sonho de ter um carro? É o desejo de muitas pessoas, mas pode ser difícil guardar dinheiro para comprar à vista, não é mesmo? Às vezes até para economizar o valor necessário para a entrada temos dificuldades. Mas saiba que existem opções e é possível comprar seu carro sem entrada. Quer saber como? Continue lendo.

Um carro, até as marcas populares, costuma ter um valor alto e não são todas as pessoas que podem disponibilizar esse valor de uma vez, por isso recorrem ao parcelamento do veículo. As instituições financeiras normalmente pedem uma entrada de 20% do valor do veículo, o que pode ser bem pesado para alguns bolsos. Existem três alternativas para isso, confira.

Consórcio de veículos 

A primeira alternativa é também a que exige que você tenha mais paciência para ter o seu carro em mãos. Com a vantagem de não ter juros, os consórcios funcionam como um grupo de financiamento, onde as pessoas contribuem para o mesmo fundo, que é gerenciado por uma operadora de consórcio

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Todos os meses são sorteados dentro desse grupo uma carta de crédito no valor total do bem consorciado. E assim o sorteado pode adquirir seu carro. Existe, também, a alternativa de dar um lance de um determinado valor e pegar sua carta de crédito antecipadamente.

Financiamento de veículos

Talvez seja o método mais utilizado, pois tem menos burocracia para ser feito. A desvantagem é que os juros, na maioria das vezes, são bem mais altos do que os de um financiamento com entrada. 

O parcelamento pode ser feito em até 68 vezes, e as parcelas também costumam ficar com um valor maior. Por isso antes de escolher essa opção tenha certeza que terá condições de pagar, para não prejudicar sua saúde financeira.

Financiamento por Leasing

Essa opção é a mais complicada. Para explicar de forma simples, é como se o banco fizesse uma parceria com você. Ele compra o carro e te aluga, você paga por mês e vai abatendo do valor total do carro. Ao fim, quando todas as parcelas estiverem pagas, o banco transfere o carro para você.

A desvantagem nessa modalidade é que o carro não é inteiramente seu. Qualquer transação que você deseje fazer com o carro ficará impedida pelo banco. Então se você gosta de trocar de carro ou quer ter possibilidades, talvez não seja a opção ideal para você. 

São três opções boas para você analisar, certo? Pense bem e pondere o que deseja e como vê seu futuro com o veículo. Analise também o seu bolso, e quanto está preparado para pagar. Depois nos diga, nos comentários, qual foi sua escolha.

Até a próxima.

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe nas suas redes sociais

Claudia Borges

Estudante de Jornalismo e estagiária de Redação na Foregon. Alia seu conhecimento na área administrativa com sua paixão por escrever e sempre busca agregar conhecimento em seus textos.

Ver todos os posts

Leia a seguir

  • Dicas financeiras

    Black Friday 2020: a edição que está gerando altas expectativas

  • Dicas financeiras

    Como gerar boleto no Nubank?

  • Dicas financeiras

    Mercado Pago: como adicionar dinheiro?

  • Dicas financeiras

    Dicas de como você pode ganhar dinheiro viajando

Ver mais conteúdos

Veja o que estão comentando

Principais conteúdos

Principais assuntos

  1. Home
  2. Conteúdo
  3. Dicas financeiras