Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Como conquistar a independência financeira? Confira 6 dicas

Por Nara LimaPublicado em

Ser capaz de viver com uma renda a parte do seu trabalho principal, não é uma das tarefas mais fáceis. Você é um dos milhares de brasileiros que deseja ser financeiramente independente? Continue com a gente!

Afinal, o que é independência financeira?

Já pensou em colocar o seu dinheiro para trabalhar por você? Uma pessoa financeiramente independente é aquela que não depende de um trabalho fixo para se manter, ou seja, possui  investimentos que rendem o suficiente para suprir os gastos mensais.

Além do acúmulo base de capital, é preciso saber investir, ter uma cartela variada de investimentos e conhece-los muito bem. Esses são os três pontos-chave para manter seu patrimônio em segurança.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Comece aos poucos, mas comece!

Para ser independente, não basta querer. É preciso colocar a mão na massa e construir um plano sólido, que inclui seus objetivos futuros, seu nível de renda atual e a situação econômica em que você se encontra. Continue lendo e confira algumas dicas:

1. Crie um planejamento financeiro

Faça relatórios mensais para conhecer seu orçamento em detalhes. Esse é um dos passos mais importantes neste momento. Liste suas fontes de renda, as quantias disponíveis, seus gastos e contas fixas. Após três ou quatro meses, você terá um número fiel do seu nível de consumo. 

Vale tudo, tá? Anote em um planilha, no celular ou, até mesmo, no caderninho de anotações. O importante é anotar e se organizar, independente da forma. 

2. Evite dívidas, pague à vista

Dívidas e independência financeira são antônimos. Além de afetar diretamente o orçamento mensal, elas geram juros altos. Uma boa forma de evitar essa dor de cabeça, é utilizar o cartão de crédito apenas quando necessário e evitar parcelar compras, principalmente em diversas prestações.

Compras à vista, além de não gerar juros no preço final do produto, não comprometem sua renda no futuro. Se organize e prefira pagar suas compras de uma vez ou em poucas parcelas, caso seja necessário.

3. Gaste menos do que ganha e faça uma reserva

A base da educação financeira é gastar menos do que se ganha. Essa é uma tarefa que costuma ser difícil, principalmente por causa da inflação. Todos os anos ocorre o aumento do custo de vida, a elevação do preço dos produtos e a desvalorização da moeda.

Mas comece aos poucos e tente criar hábitos graduais. Pesquise muito e veja o que pode ser cortado ou substituído da sua vida, como um plano de celular mais caro ou uma conta com altas taxas de juros. Use esse dinheiro para criar uma reserva.

Não importa se for R$ 10 ou R$ 1 mil, o importante é guardar e lembrar que aos poucos é possível chegar longe.

4. Busque por atividades extras lucrativas 

Que tal conseguir uma renda extra? Transforme aquilo que você ama em algo que seja rentável, caso for possível. Sabe "aquilo" que você ama e faz muito bem? Pode ser uma boa ideia para ganhar uma grana extra no fim do mês.

Vale lembrar que se sobrecarregar nunca é bom, atrapalha a rotina e pode afetar seu desempenho em outras atividades. Faça algo que você se dá bem e já possui experiência.

5. Crie metas reais 

Não adianta criar metas absurdas e exaustivas. Um dos segredos para ser independente financeiramente é manter os pés no chão e desenvolver metas alcançáveis a curto, médio e longo prazo.

Assim, além de manter um propósito específico, seu foco e dedicação serão voltados para planos com maiores chances de sucesso.

6. Aprenda a investir

Esse é um dos pontos mais importantes quando falamos em independência financeira. Conhecer o mercado de investimentos é necessário, pois é preciso conhecer as terras na quais se anda, não é? Se você não está familiarizado com esta modalidade de negócio, separe um tempo para aprender a investir.

Por que a independência financeira é importante?

Ter um tempo maior para cuidar de si mesmo e poder tomar decisões sem precisar pensar nos impactos da vida financeira não parece ser uma boa ideia? A independência financeira é importante. Quando ganhar dinheiro não é prioridade você tem liberdade para seguir a vida a sua maneira.

Gostou do conteúdo?

Esperamos que essas dicas facilitem a sua vida financeira. Em caso de sugestões ou dúvidas, deixe seu comentário aqui embaixo. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Nara Lima

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, gosta de escrever sobre educação financeira. Preza pela facilidade da leitura e pela checagem das informações, buscando produzir um conteúdo de leitura simplificada e que sane as dúvidas do leitor.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Imposto de renda: saiba como sair da malha fina

Aumento da energia: saiba quais são os vilões da conta de luz

Aneel aciona bandeira vermelha em patamar 2 e impacta economia brasileira

Organizze: veja o passo a passo de como usar o aplicativo para controlar suas finanças

A melhor forma de utilizar o dinheiro da restituição do IR 2021

Cashback: guia completo

Dia dos namorados: como economizar?

5 dicas para você cuidar do seu dinheiro e gastar sem culpa