Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Como dar entrada no seguro-desemprego? Passo a passo

Por Nara LimaPublicado em

seguro-desemprego é um benefício que contempla trabalhadores demitidos sem justa causa, assegurando uma certa assistência financeira por determinado período. No entanto, para usufruir de seu recebimento, o beneficiário deve cumprir alguns requisitos.

  • Ter recebido salários como pessoa jurídica ou física, relativos a pelo menos 12 meses nos últimos 18 meses imediatamente anteriores à data de dispensa, quando da primeira solicitação;
  • Ter trabalhado pelo menos 9 meses nos últimos 12 meses anteriores à data de dispensa, quando da segunda solicitação; ou cada um dos 6 meses anteriores à data de dispensa, quando das demais solicitações.

Logo, aqueles que não foram contemplados por nenhum benefício previdenciário de prestação continuada, podem solicitar o seguro desemprego. Vale lembrar que o trabalhador não pode ter renda fixa própria para o seu sustento e não pode ter passado por um processo de demissão voluntária.

Passo a passo em como dar entrada no Seguro-Desemprego

Em decorrência da pandemia do Covid-19, todo o processo de solicitação passou a ser online. A ida a um posto de atendimento para conferência da documentação só se faz necessária em caso de pendências ou problemas cadastrais. Confira como solicitar o seu seguro:

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20
  1. Acesse o Portal Emprega Brasil;
  2. Clique em Cadastrar no menu à esquerda do site;
  3. Preencha o formulário com os seus dados;
  4. Assim que o acesso for liberado, vá até à opção do Seguro-Desemprego;
  5. Preencha um formulário de oito etapas com questões sobre atividades laborais, formação acadêmica e experiências profissionais.

É importante ter em mente que no momento do cadastro, é necessário ter a Carteira de Trabalho (CTPS), RG, CPF e o número do documento de requerimento do seguro desemprego _ fornecido no momento de rescisão do contrato trabalhista _. O procedimento só poderá ser realizado se o solicitante acertar 4 das 5 questões iniciais.

Em casos de erro das perguntas, será preciso esperar 24 horas para realizar outra tentativa ou entrar em contato com o INSS pelo número 135.

Quanto vou receber?

Para fazer esse cálculo é necessário analisar a renda fixa do trabalhador, o salário pago pelo empregador e uma série de outros fatores. Geralmente, a quantia mínima é de três parcelas no valor de R$ 1.100,00, contudo, esse número pode variado mediante ao cálculo.

Para saber qual é essa média, some seus três últimos salários e divida o resultado por três. Assim que obter o resultado final, basta aplicá-lo sobre a tabela: 

Faixas de salário médio Valor da parcela
Até R$ 1.599,61  Multiplique o salário médio por 0.8 (80%)
De R$ 1.599,62 até R$ 2.666,29 Multiplique por 0,5 (50%) e some a R$ 1.279,69
Acima de R$ 2.666,29 O valor da parcela será de R$ 1.813,03

Confira as quantidades de parcelas pagas:

Meses trabalhados Número de parcelas
Mínimo de seis meses trabalhados  3 
Mínimo de 12 meses trabalhados 4
A partir de 24 meses trabalhados 5

Descomplicamos?

Esperamos que esse conteúdo facilite seu entendimento sobre o assunto. Em caso de dúvidas ou sugestões, deixe seu comentário aqui embaixo. Nós vemos em breve!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Nara Lima

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, gosta de escrever sobre educação financeira. Preza pela facilidade da leitura e pela checagem das informações, buscando produzir um conteúdo de leitura simplificada e que sane as dúvidas do leitor.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Imposto de renda: saiba como sair da malha fina

Aumento da energia: saiba quais são os vilões da conta de luz

Aneel aciona bandeira vermelha em patamar 2 e impacta economia brasileira

Organizze: veja o passo a passo de como usar o aplicativo para controlar suas finanças

A melhor forma de utilizar o dinheiro da restituição do IR 2021

Cashback: guia completo

Dia dos namorados: como economizar?

5 dicas para você cuidar do seu dinheiro e gastar sem culpa