Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Como declarar bitcoin e outras criptomoedas

Por Thais SouzaPublicado em

Certamente você já ouviu falar em Bitcoin, não é mesmo? Ele nada mais é do que uma moeda digital descentralizada que não precisa de terceiros para funcionar, ou seja, não depende do governo ou de bancos. Se você usa e faz operações com Bitcoin saiba que essas operações deverão ser declaradas no IR 2020.

As criptomoedas estão cada vez mais ganhando o coração dos brasileiros. Isso porque são é muito seguras e oferecem diversas facilidades como: taxas menores e transparência nas negociações. Além disso, é uma forma de investimento que proporciona excelentes retornos.

Visto isso, pessoas físicas e até empresas estão adotando a criptomoeda para fazer pagamentos ou investimentos e, é claro, a Receita Federal está de olho neste tipo de consumidor.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Novas regras do Imposto de Renda

A Receita Federal tornou obrigatória a declaração de todas as operações feitas com Bitcoin ou outras criptomoedas. A regra vale tanto para pessoas físicas como para jurídicas e começou a valer a partir do ano de 2019.

Investiu em criptomoedas? Veja as novas regras para declarar o IR 2020

Pessoas físicas que negociam entre si

Essa regra vale para pessoas que negociam entre si, sem o intermédio de corretoras brasileiras. Neste caso, será necessária a prestação de contas quando houver movimentação mensal acima de R$ 30 mil.

A tributação nestes casos será de 22,5% sobre o valor da parcela de ganhos e deverá ser declarada até o último dia do mês seguinte ao que ocorreu a operação.

Pessoas físicas que negociam via corretoras brasileiras

Pessoas que investem em criptomoedas através de corretoras brasileiras deverão declarar normalmente junto a todos os outros. Essa declaração é feita anualmente e, neste ano, o IR 2020 será de 02 de março a 30 de abril.

Além da declaração anual, a corretora irá informar mensalmente todas as operações ao Fisco.

Pessoas físicas e jurídicas brasileiras que usam corretoras estrangeiras

Neste caso, a declaração deverá ser mensalmente caso houver operações que ultrapassam o valor de R$ 30 mil.

Corretoras brasileiras

No caso das corretoras, elas terão que informar mensalmente ao Fisco todas as operações realizadas pelos seus clientes, independente do valor.

Multas

Fique de olho nas regras e evite atrasos para declarar suas operações, já que a Receita Federal cobra multas nestes casos. O valor mínimo é de R$ 100 mensais, porém se você for intimado pela Receita o valor sobe para R$ 500 mensais.

Você costuma fazer investimentos em criptomoedas? Conta para nós sobre a sua experiência 🙂

Até a próxima! 

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Thais Souza

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos relacionados a investimentos e empréstimos e acredita que esse tipo de conhecimento pode mudar a vida das pessoas. Busca impactar a vida dos usuários que buscam resolver um problema ou conhecer melhor um produto ou serviço financeiro.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Imposto de renda: saiba como sair da malha fina

Aumento da energia: saiba quais são os vilões da conta de luz

Aneel aciona bandeira vermelha em patamar 2 e impacta economia brasileira

Organizze: veja o passo a passo de como usar o aplicativo para controlar suas finanças

A melhor forma de utilizar o dinheiro da restituição do IR 2021

Cashback: guia completo

Dia dos namorados: como economizar?

5 dicas para você cuidar do seu dinheiro e gastar sem culpa