Foregon.comConteúdos
    1. Dicas financeiras

    Como economizar com gastos supérfluos

    Por Banco PANPublicado em
    Compartilhe

    Compras supérfluas são um mau hábito ou, em muitos casos, a consequência da falta de planejamento financeiro. E se for então a soma dos dois fatores?

    Para cortar o mal pela raiz e parar de vez de gastar com itens desnecessários, o melhor caminho é se planejar bem. Pelo menos é isso que afirma o livro “The One-Page Financial Plan”, do americano Carl Richards, uma das maiores referências em planejamento financeiro pessoal do mundo.

    O argumento de Richards é convincente. “Se você não souber ou não quiser saber a sua situação financeira, como pretende alcançar os seus objetivos de vida?”, questiona o autor.

    Imperdível
    Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade3.521 pessoas já pediram
    Ver cartão
    Encerra em 16:20

    Onde organizar as contas?

    O passo número 1, então, é fazer uma lista com todas as despesas que você tem dentro de um mês. Para simplificar, comece fazendo hoje a lista com os gastos deste mês. Anote tudo o que você gasta, desde contas grandes e fixas (como aluguel, parcela do carro e mensalidade da escola) até os pequenos gastos (como o café na padaria ou o cinema no fim de semana). No próximo mês faça a mesma coisa — e assim sucessivamente.

    Fazer esse controle já foi uma tarefa complicada no passado, quando essas anotações eram todas feitas no papel. Hoje você pode usar planilhas ou, o que é ainda mais fácil, aplicativos de celular.

    E pare de encarar essa tarefa como uma chatice. “Muitos de nós pensamos que organizar as finanças é algo chato e entediante, como se fosse um castigo. Mas, na realidade, saber como gastar o dinheiro permite que você defina objetivos financeiros para a sua vida”, incentiva Richards.

    Se você conseguir economizar R$ 400,00 por mês evitando os supérfluos, terá feito uma economia de R$ 4.800,00 no final de um ano. Esse dinheiro, sim, é suficiente para você se dar um presente bem mais interessante.

    Como cortar os supérfluos

    Depois de organizar todos os itens na sua lista, você provavelmente vai conseguir observar algo bem comum: alguns poucos itens concentram a maior parte dos gastos. E é difícil mexer nesses itens.

    Por exemplo: no final de um mês de anotações, você vai perceber que poucas contas altas, como aluguel, condomínio, mensalidade da escola, prestação e seguro do carro, representam a maior parte das despesas. E, o que dá mais aflição, é que você não tem como reduzir essas parcelas. Você precisa, então, voltar sua atenção para o restante, que são as muitas contas menores.

    Por isso, você precisa ter uma atenção especial aos itens que vão entrar nessas muitas contas menores. E precisa cortar tudo o que não for necessário.

    O site americano especializado em finanças Money recomenda listar as coisas que você já possui para saber o que não comprar. Roupas, por exemplo. A estilista Jenna Suhl, da Califórnia, disse ao site que “é comum pessoas comprarem por impulso peças parecidas com aquelas que elas já têm”. Isso é a típica compra supérflua. Se você tiver em mãos uma lista daquilo que já está no seu guarda-roupas, vai evitar esse tipo de compra.

    Dicas para economizar

    Além do planejamento financeiro, você também consegue economizar com coisas supérfluas adotando pequenos hábitos no dia a dia. Algumas ideias:

    • Leve uma lista de compras ao supermercado e seja fiel a ela. Não coloque itens a mais apenas porque deu vontade.
    • Ainda no supermercado, cuidado com o excesso de produtos de limpeza.
    • Comer em casa é sempre mais barato do que comer na rua. Aquele lanchinho pode parecer barato, mas se virar hábito, no final de um ano acaba consumindo um dinheiro razoável.
    • Reveja se você precisa de todas as assinaturas que você faz de televisão, streaming e outros serviços online. 
    • Pague as contas em dia. Multas e juros de mora são dinheiro jogado fora.
    • Renegocie dívidas. Não fique pagando juros à toa. Também são dinheiro jogado fora.
    • Se a situação financeira apertar e você estiver no vermelho, faça um planejamento que dê a você a opção de pagar os menores juros disponíveis no mercado.
    • Tenha muita atenção a pequenos desperdícios domésticos, como torneira pingando, luzes acesas desnecessariamente, banhos longos e outros itens que farão as contas aumentarem.
    • Escolha bem o plano e a operadora de celular. Elas vivem disputando clientes e fazem muitas ofertas. Você quase sempre consegue negociar bem. Com a portabilidade, ainda consegue manter o seu número de telefone.
    Gostou? Deixe seu curtir
    Compartilhe nas suas redes sociais

    Leia a seguir

    • Dicas financeiras

      Limpar seu histórico na Serasa vale a pena?

    • Dicas financeiras

      A Proauto Seguros é confiável?

    • Dicas financeiras

      Shoploop: conheça a nova ferramenta de compras do Google

    • Dicas financeiras

      Sicredi: vantagens do financiamento para Energia Solar

    Ver mais conteúdos

    Veja o que estão comentando